quinta-feira, 13 de outubro de 2016

A ACADEMIA ENSANDECEU?

A Academia Sueca anunciou hoje o Nobel da Literatura 2016: nada mais nada menos que o músico, compositor, pintor, ator e escritor norte-americano, Bob Dylan. OK, goste-se ou não, certo é que a sua música marcou toda uma geração. Mas daí a Nobel da Literatura, não vai uma grande diferença?

Devo dizer que nunca li nenhum livro dele. Nem sei se o escreveu. Poemas serão os das suas músicas (e as de outros), diga-se em abono da verdade bem melhores que a sua voz de cana rachada. Mas até pela multiplicidade de profissões que exerceu, não será notório que a sua dedicação à literatura é relativa? Com tantos e excelentes escritores a dedicarem-se inteiramente à nobre arte, no mínimo parece-me uma brincadeira de mau gosto. Aliás, a Academia Sueca só parece ter aversão aos escritores que são do agrado do grande público, porque passa de escritores e poetas praticamente desconhecidos, para um ídolo da música dos anos 60 do século passado.

António Zambujo é que deve estar satisfeito: quem sabe se daqui a 40 anos não é ele o premiado?

Deixo "Blowin in the wind", agora elevado a obra-prima - atenção, eu gosto da música, mas também gosto de outras que mereciam igual distinção, mas em prémios musicais...


Imagem da net.

36 comentários:

  1. Foi a primeira coisa que fiz quando me levantei, ver no tablet quem tinha ganho o Nobel da Literatura. Fiqui a pensar durante alguns segundos estupefacta... embora eu tivesse visto o seu nome numa lista qualquer...
    Uma desconsideração enorme para quem se dedicou à literatura toda a sua vida, como dizes. Um afronto. A academia necessita urgentemente de “renovar” os seus membros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10/13/2016

      E renovaram, a nova secretária. E só tem feito disparates.

      Eliminar
    2. Nem todos os seus memmbros, Catarina, sempre houve membros contra, daí o Nobel da Literatura este ano ser anunciado uma semana mais tarde.

      Eliminar
    3. CATARINA, o que já me ri com a frase de Irvine Welsh de prémio arrancado das "próstatas râncidas de hippies senis e sem sentido". Ou com a maior subtileza de um outro escritor que diz compreender o comité "que ler um livro é difícil"... Mas na altura fiquei abismada com a desconsideração!

      Eliminar
    4. De 4 ou 2 pernas, ANÓNIMO? ;)

      Eliminar
    5. É, uma amiga minha também me fez notar esse atraso, EMATEJOCA! ;)

      Eliminar
  2. Como já comentei com a Teresa (ematejoca) quando vi a imagem de Bob Dylan na abertura do Telejornal pensarei que ele tinha morrido.
    Nobel da Literatura??
    Essa agora!!
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me teria acontecido o mesmo, caso não me tivessem dado a notícia oralmente, PEDRO!;)

      Beijocas

      Eliminar
  3. Em 2017, o Prémio Nobel da Literatura será atribuído a Joan Baez!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto, EMATEJOCA, mas cada "macaco" no seu galho... ;)

      Eliminar
  4. Poderia ser reconhecido e atribuído a outro sim, é lógico, no entanto, também penso que canto-autor também é literatura.

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com essa discordo inteiramente, ADÉLIA. Como o jornalismo também não o é... ;)

      Beijocas

      Eliminar
  5. Querida Teresinhamiga

    Quando ouvi a notícia nem queria acreditar!!! O Mundo está cada vez mais louco e a Academia Sueca também. Se não tivesse morrido aposto que o próximo seria o Variações, já que estamos na onda portuguesa. E talvez o Sir Aiwa ganhasse da Ciência... Pornográfica.

    Mais uma vez te venho informar que há um

    NOVO TEXTÍCULO

    CONTINUA A SAGA DA IMPOSSIBILIDADE – SABE-SE LÁ POR QUE MOTIVO… - DE ACTUALIZAR A INFORMAÇÃO SORE OS NOVOS POSTS COLOCADOS AQUI NA NOSSA TRAVESSA E QUE DEVERIA APARECER NO TEU BLOGUE MAS INFELIZMENTE NÃO APARECE.

    POR ISSO CONTINUAREI ESTA METODOLOGIA PARA TE AVISAR SEMPRE QUE HAJA UM NOVO ARTIGO. É O CASO DE ONTEM EM QUE PUBLIQUEI UM TEXTO – VÊ LÁ O QUE MEU NA GANA – QUE É UMA “NOVA VERSÃO” DO “TRIUNFO DOS PORCOS” DO SR. ORWELL. QUE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO ME CUBRA DE BÊNÇÃOS… JÁ QUE NÃO ME PODE COBRIR DE OUTRA MANEIRA…

    Henrique, o Leãozão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E quem sabe se não deu uma preguicite aguda aos membros da academia, que agora preferem ouvir música em vez de ter a "chatice" de ler os livros, HENRIQUE? :P

      Abraço e as melhoras!

      Eliminar
  6. A Relógio d'Água publicou em 2004 o 1.º volume da poesia de Bob Dylan, "Canções I", respeitante ao período de 1962 a 1973 e, em 2008, o 2.º, "Canções II", que reúne poesia de 1974 a 2001, numa tradução para português de Angelina Barbosa e Pedro Serranos.

    Em Portugal, além da obra discográfica, está também publicado, pela Ulisseia, em 2005, o primeiro volume da autobiografia de Bob Dylan, "Crónicas".

    Beijocas na tradição da canção portuguesa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, francamente acho que tem pouco interesse a tradução das letras das canções, EMATEJOCA, pelo menos para quem entende inglês q.b.

      E sim, dizem que a tradução é má, que se trata mais de um livro de memórias do que de Crónicas. De qualquer das formas não é coisa que me interesse por aí além, aí prefiro ouvir as músicas... :)

      Beijocas

      Eliminar
  7. Eu li no face e pensei que era uma brincadeira de mau gosto.
    Afinal é verdade, eu a sonhar com Mia Coto, António Lobo Antunes ou Haruki Murakami e sai um cantor, não que não goste do que canta, mas há tantos prémios que são atribuídos a cantores, bem podiam escolher um escritor.
    Este mundo está louco!

    Beijinhos Teté

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele recebeu muitíssimos prémios musicais ao longo da sua vida, e merecidamente, no meu entender, MANU. Agora o Nobel da Literatura é um bocado demais, só desprestigia a academia, acho eu! ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Desculpe, Teresa, mas vou ser contra a corrente. Fiquei muito feliz com a atribuição do Nobel a Bob Dylan. Não ao cantor, mas sim ao poeta que ele efectivamente é. Há escritores/ autores que mereciam o prémio? Obviamente que sim. Para mim, Murakami era o favorito, mas temo bem que lhe suceda o mesmo que ao nosso ALA.
    A controvérsia também reside no facto de, ao contrário do que vem aconteendo, este ano o premiado ser conhecido e não um daqueles autores exotéricos que vendem 50 livros em Portugal, mas cuja obra é comentada por milhares que nunca os leram.
    Há apenas um pormaior... o Bob Dylan premiado não foi o músico, mas sim o poeta que muitos trauteiam, mas poucos conhecem. Faço-lhe um desafio, Teté. Amanhã pergunte a 20 pessoas quais as canções de Bob Dylan que conhece. Quase aposto que não vai obter mais do que 4 ou 5 títulos diferentes.Ora isso demonstra que afinal, Bob Dylan não é tão conhecido como supomos. Logo, a Academia foi coerente com anos anteriores. Beijinhos e bom FdS.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bob Dylan não tão conhecido como se pensa? Aonde? Só se for no Portugal profundo.

      Apesar de eu admirar muito Barack Obama, fiquei surpreendida quando recebeu o Prémio da Paz naquele ano. Também não “encaixo” Bob Dylan com o Prémio de Literatura.

      Eliminar
    2. Refiro-me ao Bob Dylan poeta, não ao músico/cantor, Catarina.
      Em relação a Obama estamos totalmente de acordo. Ele ainda não tinha tido tempo para fazer nada e já estava a ganhar o Nobel da Paz.

      Eliminar
    3. Está sempre à vontade para discordar, CARLOS.

      E o que é que achava se atribuíssem o Nobel da Medicina a um calista? Se calhar também achava bem...

      Estou-me nas tintas que me chamem de quadrada ou bicuda, mas para mim literatura é uma coisa, música é outra. E essa do "grande" poeta Bob Dylan nem sequer colhe, por duas ordens de razão: se não fosse a música, era mais que provável que fosse apenas mais um ilustre desconhecido; a própria academia sueca refere que ele criou novas expressões poéticas dentro da grande tradição da MÚSICA americana.

      Quanto ao Bob Dylan não ser conhecido, desculpe, mas também discordo, se bem que possivelmente não será o gajo mais badalado entre as gerações mais novas.

      Quanto ao resto, há quem pense que esta foi uma forma de marketing que a academia sueca arranjou para toda a gente falar do Nobel. Se assim foi, por mim, bem pode ir limpar as mãos à parede... :(

      Beijocas

      Eliminar
    4. Concordo contigo, CATARINA: talvez num Portugal muito interior e profundo ele tenha passado despercebido e não é certamente muito badalado entre as gerações mais novas, mas daí a desconhecido... :)

      É, volta não vira a academia brinda a malta com surpresas. Nem sempre justas ou agradáveis!Também admiro o Obama, mas concordo que a entrega do Nobel da Paz foi precipitada. Ou seja, estamos em sintonia! :)

      Eliminar
    5. Não sei como consegue dissociar o poeta do músico/cantor, CARLOS... ;)

      Eliminar
  9. António Zambujo é apenas cantor, a poesia sai-lhe nas cordas vocais. Alentejanamente. Não é letrista ou poeta. Ou será que se passa a dar o prémio da literatura à qualidade da voz?! Já não digo nada. Que aí ele de certeza o merece:)).
    Ora, nem sei por que me chateio com isto se não ligo meia a prémios nobel e, que me lembre, não li qualquer livro por ter sido escrito por um. Portanto, a academia que os dê a quem quiser e que faça muito bom proveito a todas as partes envolvidas. Se eu e a Academia sueca nem sequer nos conhecemos!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xi, que grande calinada, supunha que ele escrevia as suas letras, BEA, obrigada pela chamada de atenção. Assim o "milagre" era ainda maior: ele ganhava o Nobel da Literatura, sem sequer escrever uma linha... :)

      Mas pronto, a ideia era alguém letrista atual (sem ser o Sérgio Godinho ou o Jorge Palma, que já são "antiguinhos") ganhar o dito Nobel daqui a 40 anos, porque, entre outras coisas, este Nobel parece-me um bocado desfasado no tempo... :)

      Na verdade também não ligo muito a prémios, não leio livros ou escritores só porque foram premiados, mas continuo a achar escandalosa a atribuição e a justificação, que denota um grande desprezo pelo trabalho dos escritores. Só me consola que os grandes escritores também não andam à caça destes prémios, portanto continuarão a escrever.

      Quanto à Academia sueca... que vá dar uma volta ao bilhar grande! :P

      Eliminar
  10. E o que se tem discutido sobre literatura por estes dias... :)
    Que fiquei surpreendida com o anúncio fiquei, mas que entendo e não discordo, sem dúvida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estás no teu direito, LUISA. Cá por mim sou "quadrada" em certas questões: música é música, literatura é literatura! ;)

      Eliminar
  11. Ele escreveu um romance e crónicas - estou a tentar arranjá-los...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li em qualquer lugar que não são crónicas, essa foi apenas uma má tradução do título do livro que é uma espécie de autobiografia

      Eliminar
    2. Não sabia, entretanto já o encomendei na Wook...

      Eliminar
    3. É, como a Bea diz, também ouvi dizer que era mais um livro de memórias do que de crónicas, REDONDA! :)

      Eliminar
    4. Ouvi a mesma coisa, BEA, mas falavam de memórias... ;)

      Eliminar
    5. Depois podes sempre dizer-nos se gostaste, REDONDA! :)

      Eliminar
  12. Respostas
    1. Com esta, deixei de tentar perceber, LOPESCA! Cambada! :P

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)