segunda-feira, 16 de março de 2015

VISITAS GUIADAS

A arte urbana lisboeta merecia, a plataforma Underdogs organizou. Assim, todos os sábados terão lugar visitas guiadas a graffitis situados em várias zonas da cidade, com uma duração aproximada de 3 horas, tal como foi noticiado no Público

Os preços é que são uma desagradável surpresa, portanto literalmente para inglês turista ver. Cá por mim já me fui adiantando - mesmo sem mapa e explicações - e tirando umas fotos de caminho...

O outro lado do mesmo edifício, situado no Jardim do Tabaco - que de jardim só tem o nome, pois trata-se de um parque de estacionamento e de um cais, que serve de ancoradouro a navios de cruzeiro (suponho, porque não vi lá nenhum "estacionado").

PixelPancho assina os três graffitis, o primeiro conjuntamente com Vhils. Não há nada como fazermos os TPC adiantados, para pouparmos umas lecas!

16 comentários:

  1. E , afinal, quanto cobram??

    Gosto de grafitis , desde que sejam bons e não meros riscos nas paredes...

    Tereso«inha, beijufas e feliz semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Visita em grupo, 35 euros cada adulto, individual, 135, SÃO!

      Os riscos na parede não se chamam graffitis, são pichagens! Que todos detestamos, evidentemente!

      Jinhos e boa semana!

      Eliminar
  2. .
    ~ ~ Estupendos estes ''graffitis''!

    ~ ~ Por cá os artistas já se desponibilizaram, mas a
    autarquia lacobrigense não foi sensível.

    Apreciam-se melhor, quando circunscritos a uma zona

    ~ ~ ~ Beijocas com votos de excelente semana. ~ ~ ~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma pena, MAJO, porque não há terra sem muros feios e degradados, que só lucram com os graffiti. Vai na volta aparece-lhes um "escultor" famoso e oferece-lhes um daqueles monos e ficam todos orgulhosos e plantam-no no meio da cidade. Enfim, duas bitolas...

      Beijocas e excelente semana também para ti (o que resta dela)!

      Eliminar
  3. Muito obrigada pela poupança que nos estás a proporcionar!
    Gosto imenso do que vi.
    xx

    ResponderEliminar
  4. Interessante ! Ver se passo por ali por aquelas bandas, para ver ao vivo !
    Obrigado Teresa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este era um antigo edifício da alfândega, RICARDO, não há que enganar... :)

      Eliminar
  5. Ando a colecionar fotos de arte urbana, um pouco por todo o país. Talvez lá para o Verão faça uma rubrica com eles.
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho tirado algumas fotos, mas só por Lisboa, CARLOS, uma vez que não tenho tido hipótese de viajar pelo país... ;)

      Beijocas

      Eliminar
  6. Arte urbana espectacular, Teté.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo, PEDRO! :)

      Beijocas

      Eliminar
  7. Fiquei com vontade de passar por lá. Gosto mesmo de arte urbana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há como enganar, LUISA, é perto de Santa Apolónia e junto ao rio... :)

      Eliminar
  8. O que posso comentar?
    Só que gosto de graffitis (o que não é novidade), e que o Jardim do Tabaco (eram armazéns do porto de Lisboa que recebiam cargas importadas vindas por navios) faz parte do meu passado profissional quando trabalhei num despachante alfandegário.
    No tempo em que havia controle nas fronteiras. (estás a fazer-me sentir (ainda mais) velho...)
    Beijokas desenhadas com sorrisos ;))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo andar da carruagem, KOK, é profissão que ainda há de voltar a existir... Velhos são os trapos!

      Suponho que este era mesmo o edifício da alfândega, mas não faço ideia qual a sua serventia atual.

      Beijokas, sorrindo de orelha a orelha!

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)