sábado, 26 de outubro de 2013

O ESTRANHO "RAPTO" DE MARIA


Uma menina lourinha foi encontrada a viver junto de uma família cigana grega. A polícia deteve os pretensos progenitores sobre a acusação de rapto e os órgãos de comunicação social ventilaram o caso até à exaustão. O casal de ciganos acabou por declarar que a criança lhes tinha sido dada para criar por uma mulher búlgara. 

Feitos testes de ADN, confirma~se que a pequena Maria é filha dessa búlgara, também de etnia cigana, que na altura do parto se encontrava na Grécia, já mãe de 10 filhos, pelo que entregou a recém nascida ao casal. Agora a grande questão das autoridades é se a menina foi dada ou vendida - nesta última hipótese, os pais búlgaros podem incorrer numa pena de prisão. Tanto quanto se sabe, ambas as famílias são miseráveis e têm uma grande prole... Pagar com quê? Um prato de sopa ou uma carcaça pode ser considerado pagamento?

Entretanto, Maria foi entregue a uma instituição e os exames médicos a que foi sujeita não revelaram abusos físicos ou psicológicos... Por seu turno,  os pais adotivos gregos continuam sobre prisão preventiva, pois as autoridades pretendem investigar a paternidade das outras crianças.  É impressão minha ou toda esta história está mal contada desde o início e é baseada sobretudo em preconceitos rácicos? Antes de qualquer julgamento, já os mídia os apelidavam de raptores... 

BOM FIM DE SEMANA!

23 comentários:

  1. Anónimo10/26/2013

    Também me parece.
    Seja como for, pobre criança!:(

    bji

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pobre criança, sem dúvida, NINA!

      Beijocas!

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Bem que desconfiei, NINA! :)))

      Eliminar
  3. O racismo e o preconceito estão ainda muito presentes ...talvez cada vez mais. veja-se a expulsão brutal de Leonarda, em França com um socialista na Presidência.

    Lembremos o caso MacCann: não sei o motivo porque é a única criança desaparecida que tanto preocupa os governos britânicos nem percebo o motivo da protecção dos pais pelo governo da altura.

    Além disso, sempres achei a estória mal contada: os pais são os únicos responsáveis, mais não seja por negligência. No entanto, de maneira totalmente incompreensível e sibserviente, o primeiro comunicado oficial do governo português ilibou imediatamente não só os pais como os amigos...e este círculo é sempre o primeiro suspeito, pois é o mais próximo da criança.

    E o "melhor povo do mundo" que só não linchou em praça pública a mãe da Joana( é um caso exactamente igual) deu o máximo dos apoios aos ingleses!!

    Desculpa o tamanho e recebe um abraço grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente que os pais de Maddie foram negligentes, SÃO: algum português que se preze (e não estou a falar de maus pais, que também os há) deixa os filhos a dormir e vai jantar ao restaurante, por muito perto que seja?

      Casos de racismo e preconceito são frequentes, mas com este topete de retirarem logo a criança aos pais adoptivos e acusarem-nos de rapto sem mais nem, aquela já é mais raro...

      Mas enfim, quando se escolhem estas vias, todos estamos em perigo...

      Naa que desculpar e beijocas!

      Eliminar
  4. Tb ouvi essa notícia e outras referentes a tráfico de crianças e me causa arrepios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que o tráfico de crianças causa arrepios a qualquer um, CATARINA, e infelizmente todos sabemos que existe. Agora foi preciso "pontaria" para os únicos acusados serem estes ciganos paupérrimos...

      Eliminar
  5. Tenho acompanhado.
    Pelo aspecto dos "pais" e pelos "traços" da miúda acho lógico que despertasse as atenções !
    O que para mim é mais confuso, é que, embora os testes de ADN o confirmem, a miúda é muitíssimo diferente dos pais biológicos !
    Entregar a miúda nas condições dos pais até não me choca muito, atendendo às circunstâncias, mas já entregá-la a quem não pareceria ter condições para lhe dar uma vida razoável, já é muito esquisito, relativamente às verdadeiras intenções dos adoptantes ! :(((
    O que é certo, é que, pelo menos até agora, não parece haver nada que os incrimine. (???)
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo que despertasse as atenções, RUI. Mas nunca viste miúdos negros ou asiáticos com famílias brancas? Quer dizer, também chamam a atenção, mas não são logo detidos por rapto, não é? Serem ciganos, pobres e feiotes (porque não dizê-lo) não deve ter auxiliado nada e os próprios jornais pareciam dispostos a acusá-los de todos os crimes. E isso já não me parece nada normal.

      Quanto ao resto, embora não seja assim muito frequente, é possível que uma família miserável e sem dinheiro para sustentar mais uma boca a entregue a qualquer um que lhe pareça melhor e se calhar a etnia até foi ponto a favor, por terem confiança que seria tratada como os outros filhos do casal ou coisa. Mas isto já é pura especulação, está claro!

      Beijocas!

      Eliminar
  6. É uma tristeza toda a situação, reflexo de uma sociedade onde as pessoas são o menos importante. Um mundo onde os governantes governam em gabinetes alheios ao que se passa em seu redor excepto quando receiam perder o lugar. Aí sim, preocupam-se, não em ouvir mas em fazer calar quem os põe em causa.
    Os exemplos sucedem-se em todos os países de todos os continentes. Talvez só na Antárctica as focas, morsas e pinguins se safem, desde que nenhum político ou gestor de empresa por lá "se percam"!
    Agora que são conhecidos os factos (alguns, pelo menos), o que vai acontecer? Para além da miséria em que todos eles vivem, uns e outros, nada irá mudar. Seria bom que mudasse, porém...

    Beijokas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não creio que nada vá mudar, pelos vistos a miúda vai ser entregue a uma instituição, KOK. E não sei ao certo se a justificação é a adopção não ser legal ou ela ser bonitinha demais para ser criada por ciganos... CAMBADA!

      Beijokas!

      Eliminar
  7. Seja o que for, pobre criança!!! Lamento sinceramente, do fundo do coração! Estes casos fazem muita dor no coração.

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, GRAÇA, nestes casos já se sabe que quem mais sofre é a criança...

      Beijocas!

      Eliminar
  8. Uma história que revela o estado a que chegou a Europa, Teté! Confesso que tenho medo do que aí vem.
    Beijinhos e resto de bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos dois com medo, CARLOS, que esta NOVA ORDEM tem contornos de déjà vu!

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  9. este racismo encapotado assusta.toda a investigação e indignação partiu do pressuposto de que uma menina loura e bonita não podia ser filha de ciganos...

    bj*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão simples quanto isso, TÉTISQ! Só discordo é que o racismo seja assim tão encapotado, que cada vez está mais à vista...

      Beijocas!

      Eliminar
  10. Li hoje que ela foi vendida por 250 euros.
    É demasiado violento para ser verdadeiro, não é? :(
    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso não li mais nada sobre o assunto, PEDRO, mas a minha pergunta é se isso será considerado preço, dada a miséria da sua família biológica, que com isso pouco mais fazia do que alimentar a restante filharada...

      Não é violência, é miséria!

      Boa semana

      Eliminar
  11. Relativamente a este caso só tenho vontade de dizer pobre criança! Esta história foi e está tão mal contada Teté, e não é só a questão do racismo, falo mesmo das intenções da família de "acolhimento" chamemos-lhe assim, ainda que não tenha sido raptada, há algo estranho. Já para não falar que se a menina não fosse loira e de olhos azuis se calhar ninguém dizia nada, se fosse uma criança mais escurinha do que os pais de acolhimento será que alguém notava? Posto isto só posso mesmo dizer, pobre criança!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo, CATARINA: a história está mesmo muito mal contada! Mas só o facto de ser despoletada por a miúda ser lourinha, já demonstra bem os contornos rácicos. O que não deixa de ser estranho, porque conheci putos ciganos de cabelos alourado e olhos claros, embora a tez fosse morena. Mas se calhar na Grécia não existem...

      Pobre criança! Aquela e as outras que vivem em condições tão miseráveis...

      Beijocas!

      Eliminar
  12. É puro preconceito...!Esta é mesmo uma praga da sociedade.

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)