terça-feira, 24 de julho de 2012

LOIRO ESCURO?!?

Há muitos anos que uso madeixas, em duas tonalidades: loiro e cor de avelã. Como o cabelo com que nasci é castanho escuro, gosto de ver um contraste um pouco mais claro e sempre dá para disfarçar os poucos brancos. 

Quer dizer... dava! Este ano os brancos têm proliferado - nem me posso queixar muito, que a maior parte dos meus amigos possuem uma coleção muito maior, sendo da mesma idade ou até alguns anos mais novos! - mas a solução deixou de existir. Nada me move contra cabelos brancos, obviamente, mas há uma fase entre a cabeleira escura e a multiplicação dos brancos muito pouco simpática. Ou seja, o cabelo, não é escuro, nem claro, nem grisalho, muito menos quando ainda se tem umas pontas alouradas ou acobreadas das últimas nuances, no Natal passado. Nem consta que as cabeleireiras façam milagres...

Vai daí que a opção, aconselhada por algumas amigas que estão na mesma fase ou já passaram por ela, foi dizer adeus aos reflexos e encontrar um champô colorante que lhe desse um tom uniforme - e não, não quero pintar profissionalmente, por muitas e variadas razões! Como me avisaram que as tonalidades normalmente são (muito) mais escuras do que surgem  nas embalagens ou no respetivo mostruário, escolhi um loiro escuro, embora com algum receio de virar loiraça! 

Reservei a experiência para férias, não fosse dar mau resultado, até porque é suposto o produto desaparecer ao fim de várias lavagens. Com sol, praia e piscina também podiam surgir outros efeitos, porque cada cabeça seu cabelo. OK! A ideia até era champôzar em Lisboa um ou dois dias antes, mas aí o produto alertava para a necessidade de efetuar um teste (para precaver alergias), obrigatoriamente com 48 horas de antecedência. Passado esse prazo, mal tinha assentado bagagens, toca de avançar e experimentar.

Não há dúvida que o tom está mais uniforme, mas loiro escuro?!? Castanho escuro, as always! As nuances desapareceram, mas os brancos estão no mesmo sítio - que o tal de ton sur ton afrancesado, que garantia o seu  cobrimento (que mal que isto soa!),  também deve ser para francês ver. Como portuguesa não vi ou então é o espelho que tem defeito...

Será que se tivesse usado isto, o efeito não era idêntico?


Mas vá que não se perdeu tudo, porque o que não ganhou em cor, ganhou em brilho e textura mais macia e sedosa. O que em tempo de férias soalheiras... também se agradece!

24 comentários:

  1. Tu é muito vaidosa, miúda...vá lá saber-se porquê, eu imaginava-te loira mesmo eheheh

    Tenho o cabelo castanho e brancos tenho apenas 2 ou 3, nunca pintei o cabelo no cabeleireiro, também por variadas razões, a principal é não saber que cor pintar, mas já usei por duas vezes as "tintas" dos supermercados, os tais tom sobre tom, a primeira vez comprei um castanho cajú, fica tipo cor de vinho, que amei de paixão, a segunda usei um loiro escuro e não gostei nada, fiquei com o cabelo mais escuro do que a minha cor natural :( ,mas gostei muito da textura :)

    O que é bom e natural é cada um usar o cabelo com que nasceu eheheheh

    Só ontem percebi que já estás de férias, tem umas boas férias e diverte-te :)))

    Beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou vaidosa, não, MARIA! Mas há um mínimo, e o cabelo entra aí... :))

      O "meu loiro escuro" é da cor do castanho escuro original, portanto nem é muito mau... Agora explica lá porque é achavas que eu era loira??? :D

      Pois, anúncios publicitários de outros tempos eram assim, eheheh!

      Obrigada e beijocas! :)

      Eliminar
  2. Eu comecei a pintar e agora não sei como parar! :-((
    Mas essa solução dos champôs usei-a algumas vezes e quando fui à piscina escorria-me a tinta pela cara abaixo! :-))
    Se calhar agora há melhores tintas...
    Não tenho qualquer preocupação com a minha imagem...excepto com o cabelo!
    A minha mãe dizia que havia duas coisas fundamentais a ter em conta - sapatos e cabelo! :-))

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, ROSA, esse é um dos principais problemas: quando se começa, não se pára! Eheheh, mas essa da tinta pela cara abaixo, pelo menos com esta, não acontece... Felizmente! :))

      A minha avó também dizia isso mesmo, acrescentando unhas arranjadas (se pintadas, bem pintadas, nada a descascar!) e meias (de vidro, sem malhas)! A minha mãe continua a insistir nisso e... eu concordo! Não me parece que seja vaidade, é um mínimo... :)

      Abraço

      Eliminar
  3. Isto dos brancos é uma chatice e ninguém merece, nos homens a proliferação de cabelos brancos dá charme, em nós mulheres envelhece e dá um mau ar, acho que deves continuar a fazer madeixas sempre disfarça e fica bem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, pois é, RAINHA, nos homens as cãs ficam lindamente, nas mulheres só costumam avelhentar... e ninguém merece! :)

      A questão de voltar às madeixas ainda está para ver, mas obrigada pela opinião! :D

      Eliminar
  4. Tu quiseste dizer que estás um borracho e arranjaste esta prosa toda. O pá, não era preciso. Tu és gira mesmo sem colorantes.
    Vá, boas férias, com os cabelos ao vento!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó pá, VITOR, tu não inventes, que a "borracheira" (se alguma vez a houve!) já passou há muitos anos! E dar um bocadinho de cor à vida (ou aos cabelos) nunca fez mal a ninguém... :))

      Cabelos ao vento é certíssimo que continuará até ao final das férias... :D

      Obrigada e beijocas para ti!

      Eliminar
  5. Eu prakáso nada tenho contra os brancos. Só exijo que estejam bem gelados!
    Já os tintos não precisam nada disto. Basta que rondem os 18/20º e "deslizam" sem esforço.
    Os Rosé's é como os brancos. Frescos qb!

    Agora reparo, afinal o assunto é outro! Estás pelos cabelos!!
    De pinturas de cabelos nada percebo. Mas calculo que seja uma grande trabalheira, sobretudo para quem tenha muitos cabelos para pintar. :)))))

    Beijokas com sorrisos, sem "pelos" nem espinhas!

    §-Já tás em férias? Atão boas férias. vais pá praia mailinda?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto a esses brancos (ou verdes) também não tenho nada contra, KOK, mas a exigência é a mesma - bem fresquinhos! Tintos não entram, nunca, nem em sangria... :))

      Ah, pois, a conversa era outra e os fios, felizmente, ainda são muitos! :D

      Obrigada e beijocas sorridentes! :)

      § - ainda não tive na mailinda, que a foto anterior era de junho, mas lá irei a seu tempo... :)))))

      Eliminar
  6. O meu está bem grisalho, e está muito bem, Teté. Já o de um vizinho meu, tem pssado por todas os cambiantes entre o castanho e o cor de cenoura, ahahaha

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. VIC, homens costumam ficar bem com os primeiros brancos, com as cãs junto às patilhas, mais grisalhos ou brancos, consoante vão aparecendo. Não acontece o mesmo com as mulheres, nem os meus brancos se encostam todos ali às orelhas, espraiam-se onde bem lhes apetece... e ainda estão longe do grisalho! Não gosto destas meias tintas, qué que queres? :))

      Mas sim, também quero evitar essas experiências radicais, se bem que em tempos tivesse levado com umas madeixas encarniçadas, com cabeleireiras troca-tintas. Mas eram madeixas, não toda a cabeleira... e com a base e outras loiras até disfarçou! Cenoura, está fora de questão... :D

      Eliminar
  7. Nunca gostei de tinturas, mas vez ou outra coloco um tonalizante à base de henna e prefiro a líquida que não faz bagunça. O bom da henna é que ela colore somente o fio branco e conforme vai lavando, ela sai do cabelo normal mas se fixa no branco. O ruim de tudo o que você usar, é que o cabelo cresce. Dizem que as mulheres não envelhecem, elas ficam louras. O tom claro do cabelo esconde mais o branco conforme ele aparece ou vai crescendo. Já a cor escura, fica degradê e feio. Algumas mulheres ao redor do mundo estão em movimento contra a ditadura da tintura. Tenho uma amiga que não tinge o cabelo, tem o cabelo quase branco, mas é super bem tratado e bem cortado, passando uma imagem mais refinada. Quem quer deixar o cabelo branco tem que ter cuidados, como lavar e condicionar com produtos que tenham filtro solar, além de não se expor muito ao sol, pois o branco fica amarelado e feio.
    Há uma idade limite que entramos no impasse das madeixas e creio que quando isso acontecer comigo, cortarei o cabelo mais curto - não tão curto, pois nunca usei e será como vestir a carapuça da maturidade.
    Ah, cabelos vermelhos desbotam muito rápido. Continue com os amendoados que são lindos!! :)
    Boa sorte!! Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande dica, LUMA! A sério, porque não sabia exatamente o que procurar na prateleira do supermercado, fiquei-me por um produto de marca conceituada, para o azar não ser grande. Como não foi, nem me corre tinta pela cara quando vou à piscina ou à praia, nem fica mancha em meu redor na água! :))

      Tenho amigas que optam por não pintar, outras que pintam (e não largam, obviamente!), outras que já têm essas cabeleiras brancas invejáveis. Mas depende um bocado da pessoa, que algumas pareciam ter madeixas quando os brancos começaram a multiplicar-se. O que não é o caso...

      Vou ver se encontro um desses à base de henna, que afinal era o que desejava inicialmente: um castanho amendoado, nada de loiros platinados ou ruivos exóticos. Quanto ao cabelo crescer é óbvio, mas não me apetece nada enfiar essa carapuça de cabelo curtinho, para já! Aliás, até estou com ele demasiado comprido, até ver como soluciono...

      Obrigada e beijocas!

      Eliminar
  8. Se ficares loiraça, não faz mal. Está na altura da desmitificação da burrice das loiras. Serias a pioneira de tal acontecimento.
    Beijinho e boas férias Teté

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, também não fazia assim tanto mal, embora não saiba se me habituava assim a uma mudança tão radical, KIM... :)

      Isso das loiras burras é mito machista, apoiado por morenas invejosas! :D

      Beijocas!

      Eliminar
  9. A minha mãe vive um autêntico tormento quando decide comprar as tintas e experimentar. Passado o tempo obrigatório de descanso, lá vai ela dar a mão à palmatória e deixar as profissionais comporem o que estragou (contrariamente a ti, ela odeia castanhos.:))

    beijoquinhas (ontem por cá também houve tinta, mas eu não saio dos tons amêndoa, por isso correu bem. Já o corte, é melhor nem falar! Meu rico cabelinho!lol)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, por aqui não foi um tormento assim tão grande, NINA! Só uma experiência... E não odeio cor nenhuma, mas assim uma mudança radical não me apetecia! Ah, e ainda não o cortei, que isso só após as férias, que assim sempre dá para prender em rabo de cavalo e tal... :)

      Beijoquinhas!

      Eliminar
  10. Respostas
    1. Também gosto de açorda, PUMA! :)))

      Eliminar
  11. Ah e tal por favor não abandone o seu blogue...e quem abandonou? Claro, a pessoa que o disse tssss :(

    Será que a tinta escorreu toda quando ela piscinou? hummm

    Porque é que eu te imaginava loira? Ora, porque quando sonhei contigo, tu tavas loira, tinhas o cabelo comprido e usavas uma trança de lado...eheheheh qualquer dia conto no meu blogue :p

    Beijinho :)

    "POR FAVOR NÃO ABANDONE O SEU BLOGUE"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Moi, MARIA?!? N'est pas, n'est pas! Mas mais lento já tinha dito que ficaria... :)))

      Ca susto que vais levar, se algum dia me vires ao vivo e a cores. Ou no FB! Loira, só uns apontamentos. O cabelo está compridão, mas vou cortar no pós férias. Não curto, mas adeus trançinhas... :D

      OK, fico à espera dessa postagem! :)

      Beijocas!

      Eliminar
  12. Conheces o filme de 2007 "O Clube de Leitura de Jane Austen" ?

    Já que adoras os livros da Jane :-)

    Eu não vi o filme, confesso. A autora - com base nos 2 livros que li dela (Persuasão e Orgulho...)- não me entusiasma muito com a escrita dela..

    ResponderEliminar
  13. Já ouvi falar do filme, mas nunca o vi, passou-me despercebido na altura, MIGUEL... :)

    A Jane Austen viveu no final do século XVIII, início do XIX, os livros dela não são para todos os gostos. Mas retratam muito bem a vivência de famílias inglesas dessa época, no meu entender! :D

    Obrigada pela dica!

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)