segunda-feira, 17 de agosto de 2015

AS FLORES DOUTROS QUINTAIS

Num final de tarde destas férias, enquanto o maridão tinha ido arrumar o carro junto ao restaurante onde íamos jantar, entretive-me a fotografar as belíssimas flores do quintal da casa ao lado. Estava distraída, vi que se notava um carro em plano de fundo e mudei de posição para tirar a fotografia de outro ângulo. E foi aí que reparei que vinha uma mulher de dentro de casa na direção do portão. E a alma caiu-me aos pés!

Não sei se é de ler muitos policiais, fico sempre com a ideia que as pessoas desconfiam quando veem alguém fotografar a casa delas - se bem que não fosse a casa, mas o arbusto. A mulher parecia apressada e eu, em frente dela sem jeito nenhum, só me lembrei de elogiar as lindas florinhas e de perguntar se ela sabia como se chamavam.

Devo dizer que ela devia ler muito menos policiais que eu, que não me pareceu nada desconfiada. E a resposta dela foi bastante sui generis: "Como se chamam não sei, mas lá que fazem uma grande porcaria, lá isso fazem!" Ainda me contou que tinha acabado de regar o jardim e de dar umas mangueiradas nas ditas flores, para ver se elas caíam, uma vez que deitam uma espécie de resina que lhe suja o chão todo.

Lembrei-me desta cena, por duas razões: a primeira foi que a mulher era algarvia mas não se chamava Luisa, pois ela havia de saber o nome das flores que tinha no seu próprio quintal; a segunda, foi da remodelação do jardim da Papoila, que a ficar parecido ao da imagem onde se baseou ficará lindíssimo - mas mesmo que mudes de ideias, fica o aviso que estas sujam muito...

Ah, e claro, fiquei sem saber o nome das ditas. Alguém sabe? (isto não é desafio, que eu não sei a resposta)

Adenda a  21 de agosto de 2015: Pelas vossas sugestões, cheguei à conclusão que se trata de uma videira de trombeta ou trepadeira de trombeta ou bignónia (tarantella), que por sua vez pertencem à família das Bignoniaceae. Mas enfim, como bem diz a Janita, em matéria de botânica a net é fraquita: quase tudo o que li foi traduzido literalmente do inglês, pelo que é possível que estes arbustos sejam conhecidos por outros nomes mais vulgares, que ainda encontrei a designação de videira colibri. Mas será por aí... Gracias a todos pela informação! 

19 comentários:


  1. Eu saber não sei... mas por pesquisa achei estas muito parecidas. Vai lá por favor pesquisar as Gloxinia Incarvillea Delavayi Rose. Será que são essas? Agora o nome em português... é que não sei.

    Beijinhos cor de rosa
    (^^)

    ResponderEliminar
  2. Flores não são propriamente da minha área de conhecimentos; as que mostras fazem-me lembrar umas que (quando eu era uma criança alegre, linda, maravilhosa) apelidavam de "campainhas".
    Fazem muita "porquêra mas ao menos cheiram bem??
    Beijokas e sorrisos, limpinhos.

    §- tens um mail para ler.
    §§- a propósito de fotos parece-me que "falhaste" estas e como não quero que te falte nada sugiro que faças uma visita a esta publicaçon http://koktell.blogs.sapo.pt/estendais-182761

    ResponderEliminar
  3. Ah, e a propósito de ficares aflita com o facto de a senhora te ter aparecido (e sim, podias ter-te sujeitado a ouvir palavras desagradáveis) lembrei-me duma que me aconteceu a mim e em que tu estás indirectamente implicada! :)
    Um pouco depois do teu passatempo das janelas (se te recordas eu enviei-te uma janelas com umas grades brancas em ferro) encontrei numa casa à beira da estrada uma grade daquele género, apesar de um pouco mais pobre em detalhes. Ia com o meu marido e pedi-lhe para parar o carro para eu a fotografar e poder depois comparar com "a minha janela".
    Acontece que, mal aponto o telemóvel para fotografar, salta-me à varanda da casa um cãozinho irritante a ladrar e uma voz a perguntar com voz autoritária e chateada: «o que é que a menina está aí a fotografar!?»
    Apanhei um susto (mais com o ladrar do cão, confesso) mas, diplomaticamente e sem me desmanchar lá lhe disse que achei a janela dela TÃO BONITA que não resisti a fotografá-la. pedi-lhe autorização para o fazer... e a essa altura já a mulher não sabia onde se meter, sem jeito com o piropo que lhe fiz à janela!!
    Consentiu, claro... e eu tirei a foto, agradeci e vim-me embora.
    (claro que entro no carro e está o meu marido a rir-se a bandeiras despregadas com a cena)

    E pronto, era só mais isto!
    (^^)

    ResponderEliminar
  4. Teté, pelo que me parece pode ser uma Tumpet vine Campsis , estou a tentar chegar ao nome através da folhagem....tenho uma em casa que é da mesma familia só que rosa muito claro, cujas folhas são como as da tua foto.....penso que podem ser "primas".... aqui:http://www.deviantart.com/art/Flores-trompeta-rojas-395326561, desculpa não me lembro como se coloca o link)
    podes ver em pormenor e ver se será possível....
    A hipótese da Afrodite, também pode estar certa, mas as folhas parecem diferentes da tua...
    Pode ser que alguém tenha mais ideias para ajudar.
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Estou contigo Papoila... porque eu também não fiquei lá muito convencida por causa da folhagem.

      Beijinho

      Eliminar
    2. já pensei que gostaria de me dedicar ao nome dos vegetais que os há tão belos que é um mundo sem fim! mas a olhar para esse conjunto de campainhas, fico muda...
      beijinho Teté
      Angela

      Eliminar
  5. É nestas ocasiões que eu tenho penas, perdão, pena de não ser herbívoro pois assim teria mais probabilidades de ajudar uma amiga.
    Ou então ser um colibri (este sim com muitas penas) para esclarecer o nome das flores em questão.
    Mas não, sou mais de gramíneas...
    Já mostraste as fotos ao jardineiro? Ahn?
    Beijokas decoradas com sorrisos

    ResponderEliminar
  6. Não faço ideia de como se chamam, fiquei foi a imaginar-me que ficaria sem palavras se apanhada com a máquina fotográfica assim :)
    um beijinho

    ResponderEliminar
  7. Tb pesquisei com base na informação da Afrodite mas nada…

    ResponderEliminar
  8. Qual é o nome científico, não sei.
    Mas acho que era a estas flores que as velhotas lá da terra chamavam campainhas.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  9. Não sei o nome mas inclino-me para a proposta da Papoila. Há por aqui muitos arbustos parecidos, mas com uma flor mais alaranjada que essa que fotografaste.

    A mulher tem razão em estar aborrecida com a sujidade que a flor deixa. Há flores tão bonitas e depois são tão "chatas"... A flor do jacarandá é exemplo disso. É assim. Ninguém é perfeito, nem mesmo uma flor. :)

    ResponderEliminar
  10. Apanhaste um belo de um susto!!! Mas as flores são lindas de mais! Quanto a nomes, está mal comigo porque só sei os nomes das rosas, cravos, malmequeres e pouco mais..... eheheheheh...

    ResponderEliminar
  11. Bignónia Tarantella é como conheço este arbusto, eu quando vivia em Monte Real, tinha 3 enormes, uma rosa, uma vermelha e uma cor de cenoura.
    Tenho o habito de andar com o telemóvel a jeito e fotografar tudo, o Rodrigo costuma dizer que qualquer dia alguém me dá um tiro :)

    Um beijinho Teté
    Adélia

    ResponderEliminar
  12. Voltei para te dizer que fui pesquisar pelo nome que conheço "Bignónia" aconselho a que faças o mesmo e vais ver como são lindas, existem cores que eu não conhecia, tal como amarelo e roxo.

    ResponderEliminar
  13. Ui, o que por aqui vai de sugestões e a mais não é passatempo! :))

    Também pesquisei e encontrei uma planta trepadeira com flores muito parecida às tuas, mas como o nome era em latim (?) achei que não te interessaria. Mas adianto que me pareceram da família das buganvílias apesar desta flor rosada ser mais parecida com as vulgarmente conhecidas por 'campaínhas'.

    Cheguei à conclusão que, afinal, esta imensa biblioteca que é a Net, em matéria de botânica deixa muito a desejar...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  14. Também andei a investigar, mas há tantas parecidas, a que me pareceu idêntica foi Campsis Grandiflor, mas isto é latim, pouco importa.
    Quanto ao medo que sentiste se fosses apanhada a fotografar, compreendo-te. Uma vez estava na estrada , do lado de fora de uma cerca a fotografar uma rosa e veio de lá uma senhora tão azeda, que só faltou chamar a polícia :P
    Enfim, nestas coisas da fotografia, nem sempre é fácil, mas que as flores ficaram lindas , lá isso ficaram, valeu o esforço!

    Beijos Teté

    ResponderEliminar
  15. A TODOS: de facto, não há nada como perguntar! Pelas vossas sugestões, cheguei à conclusão que se trata de uma videira de trombeta ou trepadeira de trombeta ou bignónia (tarantella), que por sua vez pertencem à família das Bignoniaceae. Mas enfim, como bem diz a Janita,em matéria de botânica a net é fraquita: quase tudo o que li foi traduzido literalmente do inglês, pelo que é possível que estes arbustos sejam conhecidos por outros nomes mais vulgares,que ainda encontrei a videira colibri.Mas será por aí...

    Quanto aos sustos que às vezes apanhamos para tirar uma simples foto, pois, já percebi que não sou a única. Mas nem me queixo, que neste caso a mulher só estava com pressa para tratar de algum assunto pessoal, nada a ver com as minhas fotos. Já percebi que há quem tenha tido mais azar... Fotógrafos amadores sofrem! :)

    Beijocas para todos!

    ResponderEliminar
  16. Respostas
    1. Também achei, LOPESCA! :)))

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)