segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

RECANTOS E ENCANTOS

Afinal, onde é que nós estamos? Colocamos a mão em pala sobre os olhos, tentando distinguir o formato dos edifícios mais longínquos, mas o Sol  de frente, ainda que semi-encoberto e esbranquiçado pelas nuvens, dificulta a identificação - nem com os painéis lá chegamos.

O miradouro é o da Senhora do Monte, que é relembrada num nicho em frente a uma pequena capela.

Esta parece abandonada ou, pelo menos, mal cuidada: por lá os sinos já não tocam.


Porém, a vista é avassaladora, abrangendo quase toda a cidade, da baixa lisboeta passando pelas colinas que a rodeiam, ao Tejo e às zonas oeste e norte. 

A Igreja da Graça fica relativamente perto, usufruindo do seu próprio miradouro, onde em dias mais amenos alfacinhas e turistas podem abancar numa bela esplanada. Se encontrarem lugar, já que a vista privilegiada funciona como chamariz de multidões... 

O Castelo de São Jorge também é visível no horizonte, embora envolto na neblina que paira no ar e abraça o Tejo. Mas não, ainda não foi desta que apareceu o D. Sebastião, que aliás não faz cá falta nenhuma! 

A bica que em tempos idos matava a sede dos cidadãos que por ali moravam está seca, sem uma gota de água. Contudo, a sua presença não deixa de relembrar esses tempos...

As vielas estreitas, os muros sujos e espichados, as ervas que nascem entre as pedras do macadame, os corrimões de tinta descascada que acompanham a escadaria sugerem que o local já foi mais frequentado.

Perigoso e com direito a aviso e tudo, há este cão. Mas também devia ter ido passear, pois com tanta gente por perto não se ouviu nem um latido para amostra.

Os telhados que tanto inspiraram Maluda, a diversidade de candeeiros (ainda acesos da véspera), o arvoredo, folhagens e raízes tudo faz parte do encanto que emana do miradouro.

E, no bordo da amurada, alguém inscreveu a frase com que todos os amantes da cidade se questionam: "Que amor é este que me faz ir e voltar, Lisboa?"

12 comentários:

  1. Que passeio!
    Como Lisboa é bela!

    ResponderEliminar
  2. AS fotografias estão óptimas !

    Eu fico espantada como é existem pessoas que acham Lisboa "feia, escura e suja"!!!!!

    Boa semana e beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Lisboa é mesmo uma cidade espectacular. Farto-me de dizer que um dia quero percorrê-la com olhos de turista e não como se estivesse em casa.

    ResponderEliminar
  4. Que passeio encantador!

    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Bem bonito o teu recanto e encanto. Conheço, Eu sou Lisboeta de Clara, como costumo dizer porque nasci no Hospital de São José há um ror de ano :))

    ResponderEliminar
  6. Belíssimo passeio.
    Lisboa é linda.
    xx

    ResponderEliminar
  7. Estas fotografias são um mimo.

    Fiquei com vontade de ver estes RECANTOS E ENCANTOS ao vivo.

    Não visito Lisboa há muitos anos.

    ResponderEliminar
  8. Olá Teté! Então como vai a saúde?
    De regresso à zona de conforto ( ainda que apenas por alguns dias) passo para matar saudades. Já sabia que ia ser bem recebido por aqui, mas nunca imaginei encontrar esta magnífica galeria de fotos
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. há lugares aos quais voltamos sempre

    ResponderEliminar
  10. Portugal é um País muito bonito, Teté.
    Beijocas!

    ResponderEliminar
  11. A TODOS: Lisboa é linda, o que não minimiza minimamente outros cantos e recantos belíssimos que existem por este país fora. Se carrego mais na tecla de Lisboa é por ser a minha cidade e aquela que melhor conheço, mas que mesmo assim ainda tem muito por desvendar. Outros farão o mesmo pelas suas terras, quer se tratem de grandes cidades ou pequenas aldeias - há locais que residem dentro do nosso coração! :)

    Obrigada e beijocas a todos!

    ResponderEliminar
  12. Não me canso de "a ver"... Na impossibilidade de lá estar encho a alma com as fotografias.

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)