segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

DOCES PALAVRAS...

Os seus olhos brilhavam sempre que escutava aquela doce palavra. Corava ligeiramente e tentava disfarçar, mas enrubescia ainda mais ao relembrar toda a inexplicável química que se prenunciava...

Um leve frémito invadir-lhe-ia o corpo, como se uma corrente misteriosa e fria percorresse todas as suas entranhas. As mãos trementes e as pernas bamboleantes sinalizavam um cérebro adormecido de passado ou futuro, destinado apenas ao momento de profundo prazer, enquanto o coração pulava no peito, num ritmo cada vez mais acelerado e premente.

Por fim, entreabria os lábios num ténue sorriso ansioso daquele contacto e repetia a palavra, em deleite:

CHOCOLATE!


Fotografia de Ian Britton

22 comentários:

  1. Tenho de estudar era estranha sintonia entre a mulher e o chocolate... acho que isto pode ser o inicio de um devaneio bloguistico :)

    ResponderEliminar
  2. Que surpresa quando li estas doces palavras... estava a contar com uma história erótica e, afinal é a "sintonia entre mulher e o chocolate".
    Pensando bem, há realmente um toque de erotismo no desejo da mulher pelo chocolate...
    Cá em casa é o homem, que gosta de chocolates... e a mulher prefere outra coisa. Mundos trocados!!!

    ResponderEliminar
  3. Olá Teté

    Tirou-me as palavras da boca. Às vezes dou por mim a procurar em todos os cantos um pedaço de chocolate.

    Isto é aquilo que eu acho ser a verdadeira luxúria.

    Beijinhos
    Isabel

    ResponderEliminar
  4. Isso faz cair os dentes...

    :D

    ResponderEliminar
  5. Este é o meu pecado mortal.....não há dia em que não coma um pequenino.....ahahahahahha

    Gostei muito desse livro e desse filme " Chocolate".

    Vai um chocolate?????
    Beijokitas

    ResponderEliminar
  6. Estás a falar da diabbita-minorca!

    A fada-dos-dentes deixou-lhe um chocolate debaixo da almofada... agora anda a tentar com que todos os dentes abanem e caiam! hehehehe

    beijo d'enxofre

    ResponderEliminar
  7. Ai chocolate!! :p
    Posso resistir a todos os doces, mas ao chocolate não. E já estou com água na boca. LOL

    ResponderEliminar
  8. depois das "palavras doces" sobre a "luxuria" do chocolate é impossivel lembrar do pecado da gula?

    ResponderEliminar
  9. eu acho que o problema era não ter a certeza se era chocolate de culinária!

    ResponderEliminar
  10. Se eu adivinhasse que era para ficar assim a babar...

    não teria cá vindo!

    :)

    ResponderEliminar
  11. Se eu pudesse e não houvesse nada em contra, drogava-me com ele é o que era!... assim; dos bons, recheados, com mil sabores, prefiro os de café e caramelo, nozes, ah, que deliciaaaaa, que escorregar na graganta, e agora vou implorar à neid eum cadinho, ela trás sempre quando vai para fora e..ela dá, dá pois... mas que doçura...abençoado seja quem o inventou, pois como se lembraram de desfazer aqueles grãos e transformá-lo na maior guloseima do mundo!...

    Beijinhos de chocolate, pois..laura.

    ResponderEliminar
  12. Rita M2/17/2009

    Adoro chocolate.
    Adoro tabletes.
    Adoro bombons.
    Odeio trufas.

    ResponderEliminar
  13. John Lennon nasceu em Liverpool, Reino Unido, a 9 de Outubro de 1940 – a Yoko Ono era só 7 anos mais velha do que ele.

    Boa noite, Teté!

    ResponderEliminar
  14. Falei em mulher, BRUNO?!
    Escuso de te dizer que estás à vontade para devanear sobre o que te der na gana, né? :)))

    Sintonia com o prazer, EMATEJOCA, não especificamente com a mulher.
    Cá em casa também estou longe de ser a mais gulosa por chocolates... ;)

    Ah, ISABEL, luxúria não é ter um prazer exagerado? Não tenho, nem por chocolate!
    Mas tenho vários prazeres, dos quais não pretendo prescindir...
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  15. Oh, oh, e para quem é velhinho como tu, REI, que diferença faz? A placa não cai... :D

    PARISIENSE, um chocolatinho marcha sempre! Mas pecado, pecado, não me parece muito... Mortal ou não! :)
    Também gostei muito do filme, o livro foi mais na sequela do rebuçado...
    Beijocas!

    Estás a ver, DIABBA, o que dá falar em fadas-dos-dentes a diabbinhas? Mas ainda bem que gosta de chocolatinhos, que servem sempre de compensação quando qualquer coisa não corre da melhor maneira... ;)
    Beijoca enxofradita!

    ResponderEliminar
  16. São poucos os que resistem a tais delícias, TONS DE AZUL!
    Também não sou grande amiga de doces, mas chocolates e gelados são excepção... :)
    Beijinhos!

    Bem-vindo, BIG FOX!
    Gula é uma coisa, gostar de chocolates é outra, OK? :D

    Chocolate de culinária costuma ser amargo, VÍCIO! Não era esse o referido... ;)

    Ui, PAX, queres um chocolatinho? Para compensar, está claro... :)

    ResponderEliminar
  17. Eh, eh, eh, bem adivinhava que eras uma fãzoca, LAURINHA! E não precisa de ter recheio de nada, que é bom à mesma! Quem o inventou deve estar no paraíso, por "votação" universal e intemporal da população terrestre... :D Jinhos, nina!

    De acordo com tudo, RITA M!
    (se bem que existam coisas piores que trufas, como... iscas, por exemplo) :D

    OK, MOYLITO, moderadamente, e depois?! :)

    Já respondi, EMATEJOCA, mas realmente fiquei espantada...
    Perdemos a noção do tempo, é o que é!
    Bom dia, Teresa!

    ResponderEliminar
  18. O maior e melhor devaneio de qualquer pecado

    ResponderEliminar
  19. Pecado não será, SU!

    Mas para devaneio, está bom demais, nham, nham! :)

    ResponderEliminar
  20. E eu que acabei de comer um... :))) pah, ando com uns apetites por choco que nem te digo nada...só esta semana já devorei carradas...

    ResponderEliminar
  21. Eh, eh, eh, VAN dizem que costuma ser sinal de carência afectiva... :)

    Mas há muita 'vox populi' disparatada, não há?! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)