segunda-feira, 15 de setembro de 2008

O TEMPO PASSA...


Isto de vir quase directamente dos Algarves para o aniversário de casamento - sim, já lá vão 18 anos - tem os seus inconvenientes. Então neste dia 15 de Setembro, para comemorar, vamos jantar fora a um daqueles sítios onde se come comida diferente do habitual, assim com toques de verdadeira gastronomia. Claro que também se reflecte no preço, mas é um dia por ano, que se lixe! E assim já conhecemos uma série de restaurantes "chiques", na sua maioria de Lisboa, se bem que existam muitos outros para preencher a lista completa.

Contrariamente ao que ouço muita gente apregoar (do género "ah e tal, é caro e come-se mal, mais vale ir ali ao Tizé das bifanas, que faz aquele molhinho de lamber os beiços, ninguém fica com fome e é em conta") sempre comi lindamente nestes restaurantes. Ainda não percebi bem se é a velha história da raposa e das uvas - "estão verdes, não prestam!" - para as pessoas se auto-consolarem por não frequentarem esses locais. O facto de não haver bolsa que resista (OK, exceptuando os 4% de milionários portugueses) aos preços exorbitantes que cobram, não quer dizer que os clientes sejam uns papalvos que pagam principescamente uma refeição parca e mal confeccionada. Desenganem-se: a comida é boa, primorosamente elaborada por um chef de cuisine muitas vezes com um sonante nome francês, é exibida nos pratos como se de verdadeira obra de arte se tratasse, tudo isto contribuindo para instigar o apetite. A decoração e o ambiente variam um pouco de estilo de local para local, do minimalista ao confortável, intimista, cultural ou até palaciano, os três empregados de volta da mesma mesa são atenciosos e circunspectos. Tudo isto se paga, como é evidente!

E agora perguntem-me lá: Mas afinal qual é o inconveniente, já que estás decidida a fazer essa despesa anual?

O inconveniente, meus caros, é que recém-chegada de férias com trouxas de roupa para lavar (e engomar), mais gorda dois ou três quilos que, malvados, se instalam todos no pançol, tive de me esterlicar toda para caber numa saia que me está a apertar para xuxu!

E pronto, vou jantar...

IVETE SANGALO
"Se eu não te amasse tanto assim..."

30 comentários:

  1. http://www.uxia.net/temas/rumores-de-faluas.html
    É que non paramos nunca de crescer... e é tamén que a roupa vai de-crescendo
    ¡Felicidades!

    ResponderEliminar
  2. eu não levava a saia...

    ResponderEliminar
  3. Eu no teu lugar seguia a dica do Vício, Teté (mesmo que fossem outras as razões para ele não levar a saia), ou não vais poder jantar à vontade e ainda tens de deixar essa comida caríssima e riquíssima no prato.

    E parabéns ao casal, naturalmente!

    ResponderEliminar
  4. Teté, parabéns. 18 anos é de louvar.
    Espero que mesmo com a saia apertadita, o jantar tenha sido delicioso.
    Kiss 2u

    ResponderEliminar
  5. É, CONDADO, se calhar foi a saia que encolheu... (`_^)
    Gracias!

    Pois, imagino que não VÍCIO! Talvez se fosses escocês... :)))

    Ai não que não jantei à vontade, SUN! 'Tá, OK, quando cheguei a casa desapertei-a... (*_*)
    Gracias a usted!

    Põe delicioso nisso, ANA! E o tempo passa mesmo a correr, não parece que já decorreram 18 anos...
    Kiss2u2!

    ResponderEliminar
  6. Ahhh, tás como a mim depois de ter o nuno, a chorar em frente ao espelho com a saia de que mais gostava e ainda faltavam dois palmos de tecido...jurei que em breve caberia nela e pimba, ainda a vesti durante tempos, mas...se der vai lá, aniversário de camamamamasssentooooooo é so uma vez por ano e o mê manel nunca se lembrou dessa data e antes lembrava-a agora faço por nem lembrar ehhhhh-.. Beijinhos e vai nina o dinheiro se nem for prá li vai pra outra coisa qualquer..poupas ali e pões acolá e tá feito..beijinhos. e parabéns pelos anos de camasento...laura..

    ResponderEliminar
  7. A diferença, LAURINHA, é que neste caso não pari nenhum filho... :)))

    Vá, mas já recupero - não totalmente, está claro - que isto é das petisqueiras diárias em férias (e muito pão, também, que os almoços de praia são sandoscas)!

    Obrigada pelos parabéns, nina!

    ResponderEliminar
  8. Estás gorda e vais jantar?!
    Está mal...
    ;)

    ResponderEliminar
  9. Já fui, CAPITÃO! E estava divinal...

    Mas hoje vou entrar em moderação de comes (não lhe chamaria propriamente dieta, porque também não é caso para tanto)! Durante uns dias, para ver se perco esses quilitos a mais! :)

    ResponderEliminar
  10. Oh muié, olha que se foram 2 quilos só te fizeram é bem :-p. As mulheres e os seus quilos, né? ;-).

    E a jantarada,foi boa? Parabéns aos pombinhos!!!! =) 18 anos hem? ;-)

    Estar gorda?...mas que comentário é esse, capitão merda?...a tete não tem nada de gorda. :-p

    ResponderEliminar
  11. Ah, VAN o que chateia mesmo é que quando engordo é só para a barriga que vai a gordura...

    Nem sou muito dessas coisas de pesos e gorduras (conheço pessoas que se pesam diariamente), mas chateia-me quando a roupa começa a "encolher" na cintura!

    O jantarito estava sublime! Nham, nham! Mesmo apertadita, provei de tudo o que veio para a mesa (excepto os pimentos padrão, de que não gosto) e só entradas foram seis... :D

    ResponderEliminar
  12. tens muita razão e realmente já me apercebi disso várias vezes e em circunstâncias diferentes. mas alguém tem alguma coisa que opinar onde nós gastamos o nosso dinheiro? se algumas pessoas não têm, eu tenho curiosidade de experimentar este ou aquele restaurante, beber uma garrafa de vinho de preço absurdo e etc.
    é que no fim de contas não se compara com nada que façamos habitualmente, daí estar-se disposto a pagar um certo preço... mas vá-se lá explicar estas coisas a certas e determinadas pessoas, perdão cepos, perdão pessoas, tinha acertado à primeira.

    ResponderEliminar
  13. parabéns atrasados

    :)

    espero que tenha sido um bom jantar...

    ResponderEliminar
  14. Para além da curiosidade sobre restaurantes que por vezes ouvimos falar, também há uma certa gulodice inerente a experimentar novos sabores, MOYLE.
    Se não fosse bom, tinha deixado de lado a experiência! Assim, é a extravagância anual... :)))

    Obrigada, FERNANDO!
    O jantar foi divinal... :D

    ResponderEliminar
  15. Parabens ao casal.
    Espero que o jantar tenha corrido as mil maravilhas......e quanto á saia eu tinha seguido o concelho do Vicio....ahahahahahha
    Pois nina linda eu tenho mais 10 que tu......isto não é estar de parabens é sim estar tolinha....hihihihiiihhi
    Beijokitas e até mais daqui a 18 aninhos.

    ResponderEliminar
  16. Ah esqueci-me de te dizer que adoro esta musica......bem escolhida sim senhora.

    ResponderEliminar
  17. Por certo aparenta ter 18 anos, Teté. É leve e descomplicada. Parabenizo-a pelos 18 anos - de casamento, é claro.
    Quanto ao restaurante, aposto que escolheu muito bem, Teté. Mais vale um gosto do que dois vinténs.
    Um beijo!

    P.S.: vintém: vigésima parte do cruzado, antiga moeda de Portugal e do Brasil. ;)

    ResponderEliminar
  18. O jantar decorreu belissimamente, PARISIENSE!
    Não me importo nada de parecer tolinha, enquanto estiver bem... :)))
    A saia estava apertadinha, mas não rebentou o fecho! :D
    Também adoro esta música!
    Jinhos, nina!

    Eh, eh, eh, OLIVER, o meu vovô fartava-se de falar em vinténs...
    Não aparento nada 18 anos (isso seria milagre!), mas confesso que a idade mental não corresponde à do Bilhete de Identidade... :D
    Beijocas para ti!

    ResponderEliminar
  19. Ai moça, moça que me fazes rir!! :)
    Os meus parabéns por mais este ano de casamento. Desejo que continues com muitos momentos felizes e que os menos felizes te dêm forças e ânimo para continuar.

    Mesmo com a saia apertada espero que tenha sido uma grande noite! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. A saía é o menos... Parabéns pelo aniversário!

    ResponderEliminar
  21. Parabéns aos 'noivos'! E muito bem fizeram de aproveitar a ocasião para uma 'piquena' extravagância. Que a vida é feita para ser aproveitada, com roupa justa ou não! ;)
    Beijos

    PS: Foste ao Olivier? ;)

    ResponderEliminar
  22. Obrigada, TONS DE AZUL!
    E sim, foi uma noite excelente... :)
    Bjinhos!

    Gracias, RSM! (e claro que a saia é ao menos, a não ser que não a tivesse conseguido fechar...) ;)

    Pois, SAFIRA, o que seria da vida sem algumas pequenas extravagâncias (não só deste, mas também de outros géneros)? Um tédio, se calhar é dizer pouco!
    Rotinas já todos temos q,b. durante todo o ano...
    Beijoca!
    PS - esta semana não o consegui ler, que o link não funcionava, mas avisei-o disso num post anterior, que estava com 3 de atraso, devido às férias. Ainda hei-de voltar lá, a ver se conseguiu resolver o problema.

    ResponderEliminar
  23. Ó Teté, que agora fiquei atrapalhada com o teu ps... só percebi passado um bocado ;)
    Eu estava a perguntar se tinhas ido ao 'Olivier' restaurante, não ao Oliver blogue hahahah
    Trocadilhos... ha haa ha
    Beijocas

    ResponderEliminar
  24. Aahhhh! :))) Não, SAFIRA, fui a um chamado "A Travessa", que se situa num antigo convento e suponho que é o único restaurante de Lisboa que vem referido no Guia Michelin.

    A especialidade é comida belga... fabulástico!!! (excepto no preço, mas isso já se sabia)

    Esse Olivier não conheço... ainda! ;)

    Jinhos!

    ResponderEliminar
  25. Ora! O que são 18 anitos comparados com a longa vida de 2 dinossauros??? Ops! Eram pombinhos que entretanto ficaram depenadinhos da silva ahahahah

    Se quiseres saber qtos fiz ontem, passa lá no meu "ninho"

    ...................

    Olha, eu nem que seja só só pelo facto de não ter de limpar o fogão e arrumar os tarecos, qq um serve!
    Também ia mta vez comer fora, mas fiz a "asneira" de vir morar para o campo e adeus fins de semana a papar em restaures (chiques ou nem por isso). Os preços variam muito, é verdade, e nem sempre os lugares que cobram mais caro são os que servem melhor.
    Claro que a ocasião merecia um lugar especial. Eu teria escolhido, por exemplo, a Adega do Zé Manel, ali na malveira da serra, onde se comia muito bem há uns anos atrás (já há mto que lá não vou)

    A saia não serve? Aguenta que eu tb não entro na minha blusa nova, lembras? ahahahah

    Jinhos

    ResponderEliminar
  26. Ah, PASCOALITA, já vi! :)

    Dinossauros não, eu é que não casei novinha, eh, eh, eh!

    Para mim um restaurante é bom desde que a comida também o seja e minimamente asseado. Também vou a tascas onde se come muito bem e em conta. Esta é mais uma "viagem gastronómica" por outros paladares...

    A saia teve de servir! (e sim, ainda me lembro da tua camisa) Ia vestida à Inverno, não?!

    Jinhos, nina!

    ResponderEliminar
  27. Parabéns bastante atrazados :(
    Quanto ao restaurante foi uma óptima escolha. É um dos meus favoritos, só aquelas entradas...

    ResponderEliminar
  28. Obrigada, INÊS!

    As entradas foram espectaculares (só não provámos os pimentos padrão, que não apreciamos), mas tem de se ter cuidado, quando não nem se consegue comer mais nada...

    Eu que nem sou de doces, provei um pedaço de bolo de chocolate, com gelado de limão (costuma ser baunilha, mas tinha acabado e substituiram) e doce de ginja que achei simplesmente divinal! :)*

    ResponderEliminar
  29. Essa música lembra-me...
    Parabéns HOJE!!!!
    :)))

    ResponderEliminar
  30. Obrigada, KÁTIA! :)))

    Beijoca para ti!

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)