sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

TRADIÇÕES VALENCIANAS

Se há tradição tipicamente espanhola, a hora da siesta é uma delas. O comércio de Valência segue-a à risca, portanto se vai para compras tenha atenção que as lojas estão quase todas fechadas entre a uma e as quatro da tarde - exceção seja feita a centros comerciais, à maioria dos restaurantes e cafés e ao mercado  central, que merece uma visitinha (entre as 7 da manhã e as 3 da tarde):

Os azulejos exteriores, os vitrais, as inesperadas cúpulas, a par da exposição dos diversos produtos tornam este mercado bastante diferente dos nossos.

Nesta zona antiga da cidade podemos encontrar bastantes igrejas, palacetes e grandes edifícios, nem todos vocacionados para cultos religiosos, mas também para funcionamento de repartições oficiais ou organismos autárquicos, bancos, etc. 

A Bolsa da Seda deve ser dos mais visitados, até pelo preço simbólico das entradas: 2 euros. Não é que tenha muito para ver, um jardim com laranjeiras e um lago em forma de estrela, uns claustros e uns vitrais, um vídeo sobre a arquitetura do local e pouco mais.

Já a catedral, cuja entrada custa 6 euros, vale bem a pena, pelo menos para quem aprecia visitar igrejas...  

Diz que tem uma vista sobre a cidade fabulosa, para quem se dispuser a subir os 207 degraus que levam ao seu topo, mas não posso garantir, que nós passámos!

É também nesta zona antiga da cidade que os espanhóis comemoram a festa mais tradicional de Valência, las fallas (lê-se falhas), no dia de S. José, a 19 de Março. Segundo aqueles que já assistiram a estas festas, é assim uma espécie de Carnaval, com queima de bonecos simbólicos e atraem milhares de turistas, de toda a Espanha como de todos os lados. 

A gastronomia espanhola é sobejamente conhecida e elogiada no mundo inteiro, mas, talvez devido aos 18 mil maratonistas e respectivos familiares e amigos que "invadiram" a cidade neste fim de semana, tivemos alguma dificuldade em encontrar restaurantes de jeito: uma excelente pizza num italiano e este delicioso gelado (na plaza de la Reina, mesmo à saída da catedral abundam as gelatarias) foi o melhor que comi. Já a horchata, a bebida típica de Valência - à base de água, açúcar e um tubérculo local - é uma zurrapa que não aconselho a ninguém!

Ainda na plaza de la Reina aproveitámos para alugar uma charrete para dar um passeio por esta zona da cidade (e não só), de ruas estreitas e pouco ensolaradas, onde proliferam os graffitis, mas também o repenicar dos sinos nas horas, as bicas que certamente noutros tempos matavam a sede aos valencianos, candeeiros de todas as formas e feitios e as lojas de recuerdos.

*******

*******

*******

Os 40 euros por 45 minutos de passeio de charrete valeram bem a pena e ainda deu para descansar um pouco as pernas das caminhadas mais ou menos longas. Isto porque a rede de transportes públicos não é cara (pelo menos se comprarmos o passe de 3 dias, que custou menos de 12 euros para metro e autocarro, sendo que 2 eram do cartão recarregável), mas o metro não fica muito perto das zonas turísticas da cidade e não conhecíamos bem os percursos das diferentes carreiras de autocarros.

Mesmo assim, não deixámos de dar uma saltadinha à praia, mas naquele fim de tarde a temperatura estava a descer a pique, bem como o céu a enevoar, de modo que nos ficámos pelas vistas, não pusemos o pé no areal.

Se não tirámos uma foto do cimo da catedral, não nos esquecemos de captar uma da vista do hotel, que sempre dá uma ideia sobre a cidade.

Last but not least, o dia da maratona foi uma autêntica festa na cidade, com a música a tocar por toda a parte desde manhã cedo, os valencianos todos na rua a apoiar os atletas - mascarados, a aplaudir e incentivar alegremente, os transportes parados nas zonas do percurso, em suma, uma grande confusão. E eu, que detesto e fujo de multidões, até achei piada àquela alegria tão genuína e contagiante...


TENHAM UM EXCELENTE FIM DE SEMANA!

13 comentários:

  1. Belíssima viagem, gostei das informações e das fotos.
    Obrigada, beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Dá para perceber que foram umas boas férias, pelas belíssimas fotos. Gostei muito.

    As duas vezes que fui a Baiona foi sempre em hora da siesta.

    Ah e eu a pensar que só eu não suportava multidões e as confusões ;)

    Beijinho Teté, tem um bom fim e semana.

    ResponderEliminar
  3. Engraçado que, seja Verão ou Inverno, a siesta em Espanha é sagrada, mesmo que não seja para dormir...É um intervalo para descansar. :)
    Foram uma excelentes mini-férias e isso é que vale. Gostei muito das fotos, Teté.

    Pois claro que, apesar de detestares multidões, tinhas de apreciar a maratona. Era o que mais faltava, ires a Valência por causa dela e não a veres e apreciares. :)
    Então e o maridão? Até te estou a ver, inchada de orgulho, a clicar à sua passagem. Devem ter sido uns dias bonitos e bem passados. Cuantos recuerdos, tendrás...:)

    Beijocas, Teté, bom fim de semana. :)

    ResponderEliminar
  4. Excelente reportagem, como é teu hábito. Obrigado por partilhares as tuas sensações dessa bela cidade. É bom ver-te a apreciar a vida ;)

    Beijinhos e bom fim de semana para ti

    ResponderEliminar
  5. Foi um sugestivo passeio, visto deste lado.
    BFS!

    ResponderEliminar
  6. Bom seguir virtualmente estes teus passos... :)

    ResponderEliminar
  7. Como já lhe disse, tinha quase a certeza que ia gostar de Valência. As suas reportagens comprovam-no. Já nos mostrou alguns dos melhores locais da cidade. E certamente ainda vai fazer uma referência à belíssima estação ferroviária,não vai, Teté? Beijinhos e bom FdS

    ResponderEliminar
  8. Muito bom ! ... E com este teu post vieste recordar-me que já vou a Valência há seguramente mais de 25 anos !!! :((
    Está na altura de pensar em lá voltar ! :))

    Beijocas. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :(( ... Queria dizer que : "já não vou" há mais de 25 anos. :(

      Eliminar
  9. Uma cidade que gostaria de conhecer.
    Beijocas, boa semana

    ResponderEliminar
  10. Gostei do passeio, com as fotografias e comentários - é uma cidade que já queria visitar mas ainda não conheço.
    um beijinho e uma boa semana

    ResponderEliminar
  11. Espero que tenha servido para "dar umas luzes" sobre a cidade, a par de algumas dicas úteis para quem for lá em breve. Quando não, espero que pelo menos tenha dado para uma passeata virtual... :)

    Obrigada a todos e beijocas

    ResponderEliminar

  12. Que maravilha! Os edifícios são de sonho!!
    De Valência não conheço praticamente nada (conheço a tradição do arroz e pouco mais!) :))
    Curioso o Carlos B.O. ter falado na estação ferroviária, porque quando aproximei para ver o primeiro conjunto de fotos do Mercado central, inicialmente ainda pensei ser uma gare de comboios...
    Claro que fiquei curiosa e fui complementar a tua reportagem dando um "saltinho até Valência e pude apreciar a beleza da fachada da dita estação. Até parece uma praça de touros...

    Beijinhos com muito salero e de bistinhas lavadas
    (^^)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)