quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

HISTÓRIA, MEMÓRIA E FUTURO

Esta história é muito triste: mesmo puxando pela memória, normalmente votei sempre em candidatos presidenciais perdedores. Desta vez também não foi exceção. Aliás, a única foi Jorge Sampaio, em duas eleições, já que cumpriu dois mandatos.

Mas pronto, estas são as regras da democracia, nem sempre os candidatos eleitos são do nosso inteiro agrado: "o  povo é quem mais ordena", já cantava Zeca Afonso.

Diga-se em abono da verdade, que não tenho nada de especial contra o tio Marcelo, só me desagrada a sua mitomania e, por vezes, o pendor que tem de distorcer a realidade consoante as suas conveniências (políticas e religiosas). Mas reconheço que é um homem inteligente, culto, educado, simpático e afável. Que é muito mais do que podemos dizer do atual presidente, que à falta destas características alia ainda um espírito mesquinho e vingativo...

Portanto, meus caros, apesar do futuro estar longe de nos parecer radioso (com a crise mundial, europeia e a que sempre ronda por cá!), suponho que todos ganhamos com a troca: Marcelo Rebelo de Sousa a substituir Aníbal Cavaco Silva já é uma (grande) vantagem futura. Desejo-lhe, assim, todas as felicidades no exercício das suas novas funções de presidente da República de todos os portugueses e que sempre se norteie pelo bem de Portugal!


§ - obviamente, as figuras televisivas terão a vantagem de já serem conhecidas do grande público, quando concorrem em eleições; no entanto, não é linear que outros comentadores políticos venham a alcançar igual façanha; ou alguém está a ver o povo a votar em massa em Marques Mendes,  António Vitorino ou Francisco Louçã?

22 comentários:

  1. "Sofro" do mesmo mal. Tenho uma propensão natural para votar sempre "ao lado".
    Aliás, o mesmo me acontece nas raras vezes que jogo nos milhões: marco invariavelmente ao lado dos que "saem".
    Se é certo que o destino nasce connosco , então o meu destino está traçado: "não acertas uma pá"!
    Beijokas e sorrisos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, com tanta "pontaria" também não jogo nesses milhões, KOK. Para o milagre ser maior... :)))

      Beijocas sorridentes

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Só muito de vez em quando, LOPESCA! :)

      Eliminar
  3. Sempre gostei de ver o programa do Marcelo Rebelo de Sousa na RTP.

    Depois de um presidente morto, Aníbal Cavaco Silva, ides ter um presidente muitíssimo vivo, na minha opinião, vivo demais.

    Também eu lhe desejo todas as felicidades no exercício das suas novas funções de presidente da República de todos os portugueses e que sempre se norteie pelo bem de Portugal.

    Beijocas solidárias, querida Teté.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois,lá que ele é vivaço, não restam dúvidas, EMATEJOCA! Mas antes isso que zombie... :)

      Gostei de te rever por aqui, ó ilustre desaparecida. :D

      Beijocas!

      Eliminar
  4. Esta nossa Democracia (será só a nossa?) é muito estranha !:(
    Nós ralhamos, barafustamos, ficamos nervosos e até zangados,às vezes uns com os outros, mas a "culpa" de tudo isso não será dessa Democracia ? O que fazer , então ? ...
    Já repararam, que o mais curioso, é que apenas cerca de 1/5 da população portuguesa pretendeu, à 1ª que não fosse este o vencedor das eleições ?! rsrsrs ... Tanto lhes faz !!! ... Então, porque se discute tanto constantemente ? ... e 1/5 não é NADA significativo ! :( ... e isto também quer dizer que cerca de 80%, tanto lhes faz que seja A ou B, ou C !!! ... mas,... "morreu" o Rei,...viva o Rei !

    Uma Beijoca de muita Amizade, que isso é que é o mais importante ! ... Amigos e Família !!!
    Tudo o resto é "acréscimo" !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, RUI,cheguei a comentar com uma amiga o facciosismo das pessoas,que parece que estão a defender o seu clube de futebol: são completamente incapazes de qualquer reconhecimento de erro. Pior, quando metade da população nem sequer vai votar... Não há pachorra, ainda por cima numa eleição como esta, que tem tudo a ver com a personalidade dos candidatos e nem tanto dos partidos que os apoiam... :(

      Mas fazer o quê?

      Beijocas

      Eliminar
  5. Eu, para me consolar, ponho-me a imaginar o que seria este país se a Maria de Belém tivesse ganho.
    Bjkas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que ver que as ciências de marketing têm muito importância! Quem tem o dom da palavra vale muito :)
      senão vejamos por exemplo que, com o nosso aspeto reservado, "roubaram-nos" o Santo António que é conhecido no mundo inteiro como Santo António de Pádua (onde ele morreu) pensando-se que é italiano!

      Eliminar
    2. Eheheh, CARLOS, também é uma visão tenebrosa... :)))

      Beijocas

      Eliminar
    3. Concordo: o dom da palavra é essencial, quem não o tiver não vai longe na política. O que não quer dizer que a verborreia não seja um punhado de mentiras, ANGELA...

      Quanto ao santo, pois, mas parece-me interessar mais o que ele ensinou, do que a sua nacionalidade.Para os crentes, evidentemente!:)

      Eliminar
  6. Também não tenho nada contra a Maecelo, mas não foi nele que votei, eu votei em Sampaio da Póvoa, lamento muito que ele não fosse eleito! Não há muito que esperar do povo quando existe um nº tão grande de abstenção.

    Beijinho Teté

    Adélia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, ADÉLIA, enquanto metade da população se estiver nas tintas, é difícil. E mesmo assim, não se sabe se o populismo elitista não venceria à mesma... ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Temos um presidente com 15 anos de treino
    Não desencantará a plateia que teve
    será o que sempre foi...
    o pior é que o País tende a ser outro
    como nunca até aqui tinha sido
    Esse, o perigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acredito nisso: que Marcelo vai continuar igual a Marcelo, ROGÉRIO. Mas o mundo não, está em constante mutação e não tem sido para melhor... :P

      Eliminar
  8. António Vitorino até podia ser um bom candidato.
    Ele é que não quer.

    Partilho da sua opinião, e do Sousa Tavares - melhor que o Cavaco será de certeza.
    Não é preciso muito - respirar e manter uma temperatura corporal na ordem dos 36,5/37 graus centígrados basta.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema do Vitorino é que fala"caro" demais, e o povo não o entende, PEDRO.

      Qualquer um dos candidatos era melhor que o Cavaco...:P

      Beijocas

      Eliminar
  9. Política à parte, se isso for possível, mais vale um bem falante do que um que de oratória , não dava uma para caixa.
    Agora resta ver o que nos espera.

    Beijos Teté

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto de ser bem falante ajuda sempre, MANU! Na política e não só... ;)

      Beijocas

      Eliminar
  10. Muito bem Teté, estou de acordo.
    Ele que venha para fazer bem feito!!!!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que se lhe pede, PAPOILA, e a mais não é obrigado... :)

      Beijocas

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)