sexta-feira, 22 de outubro de 2010

À MARTELADA...

... a arte também pode nascer! Foi o que provou Marcus Levine, um escultor de Yorkshire, quando reuniu alguns milhares de pregos, um painel de madeira branco e com um martelo (possivelmente mais) iniciou a sua laboriosa tarefa.

A altura e a distância a que os pregos são dispostos vai dando forma ao desenho que o autor pretende criar. O tema que prefere retratar é o corpo humano: feminino...

... masculino...

... ou até infantil! (este último é o que Marcus realiza na segunda imagem.)

Parece fácil - embora um trabalho de grande meticulosidade e paciência - mas não deve ser grande ideia experimentar em casa, que "magias" destas não são para todos. Embora haja pelo menos mais um albanês que também já fez uma obra do género, mas esse ficará para outro post (com um percurso bastante diferenciado)! Para leigos, os dedinhos certamente agradecem não entrar nestas aventuras...
E por falar em aventuras, tenham um

BOM FIM DE SEMANA!!!

Imagens recebidas por mail e da net.
(Obrigada, Gatinha!)

22 comentários:

  1. impressionante
    cumprimentos

    ResponderEliminar
  2. se os martelos pudessem usar óculos também tentava fazer algo do genero :h

    ResponderEliminar
  3. Já fim de semana?
    Olha, a mim pareceu-me que o gajo está com frio (ou então fez há dez dias a depilação). ;)

    (É só inveja.)

    ResponderEliminar
  4. Acho que vou perguntar ao meu vizinho se ele andou a martelar alguma obre de arte nas paredes do seu apartamento! :-t

    Bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  5. Pasei facer unha visitiña.

    Saúdos dende aquí "enriba" ;)

    ResponderEliminar
  6. Haja imaginação.....mas que o resultado final é lindo, é.

    E quando os pregos ficarem com ferrugem????? Os quadros vão valer mais dinheiro....ahahahahh

    Bom fim de semana para ti também ( o meu vai ser na appanha das castanhas...ehehheh)

    ResponderEliminar
  7. bom fds. Com arte e engenho, ainda é possível, apesar da crise!

    ResponderEliminar
  8. Ao contrário de certas "obras", isto sim, merece a classificação de "arte"!


    Muita, mas mesmo muita saúde!

    :))

    ResponderEliminar
  9. Bem-vinda, ALFACINHA!
    Também achei! :)
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  10. Pois, não consta que usem, VÍCIO! :))

    ResponderEliminar
  11. Sabe-se lá se estava com frio ou fez depilação, SUN? ;)

    (Há invejas saudáveis...) ~xf

    ResponderEliminar
  12. Epá, PAULOFSKI, às vezes alguns vizinhos também se fartam de martelar, mas não me consta que sejam artistas de qualquer espécie... :p

    ResponderEliminar
  13. Bem-vindo, SETESOLES!

    "Mi casa es su casa"... :)

    Saúdos por enriba!

    ResponderEliminar
  14. Essa da apanha das castanhas é só para fazer inveja, confessa, PARISIENSE! Não da apanha, mas das castanhas... :D

    Duvido que os pregos fiquem enferrujados, segundo li as obras dele valem os tostanitos largos...

    Beijokitas!

    ResponderEliminar
  15. Arte e engenho de sobra, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA, não consta que este artista esteja em crise... :)

    ResponderEliminar
  16. Não me digas que já foste ao museu de arte contemporânea de Serralves, REIZÃO?! Nunca me ri tanto dentro de um museu... =))

    Nem é preciso ser arte tradicional (esta não é), mas pelo menos que se veja alguma coisa que se assemelhe a arte... :D

    Muita saudinha para ti também! :b

    ResponderEliminar
  17. Só conheço um artista a trabalhar com pregos, que é o pintor e escultor alemão Günter Uecker, por isso achei o teu post além de interessante muito instrutivo, ficando à espera de um novo post teu, sobre o artista albanês.

    PS: Já escrevi um pouco mais sobre o livro que lemos no Círculo Literário. Todos os membros louvaram o romance do Markus Werner, também eu, embora ache a história um pouco construída.

    Bom fim de semana também para ti e família.

    ResponderEliminar
  18. EMATEJOCA, o do artista albanês sairá um dia destes, embora ele não trabalhe só com pregos. Esse artista alemão não conheço, talvez nos possas dar um ar da sua graça... :)

    Também nunca li nada desse escritor, mas já li essa adenda ao post inicial - nós não costumamos repetir autores, parte da ideia também é diversificar leituras. Embora já tenham sido sugeridos autores repetidos, nomeadamente Agualusa, o Eça e o Llosa será já a seguir (mas como algumas já leram outros além do "discutido", não deve dar em nada...) ;)

    Nem mencionei aqui a última "discussão", porque não acabei de ler o livro, mas elas gostaram. Ficará para uma próxima oportunidade...

    Beijinhos de Lisboa!

    ResponderEliminar
  19. Só tenho duas palavras para isto:

    Santa Paciência!!

    ResponderEliminar
  20. Nice, mesmo, MOYLITO! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)