quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

CAÇA AO PATO!

Fotografia de Ian Britton

Ele era um caçador, orgulhava-se da sua pontaria, não havia bicho que escapasse a ela! Preferia os de maior porte (javalis, por exemplo), mas não desdenhava coelhos, lebres ou perdizes. Tiros certeiros e PUM! lá ia o bicharoco parar ao prato de alguém ou a uma valeta qualquer, porque a fome não era muita. Armas, de todos os moldes e feitios, eram sempre o seu tema predilecto de conversa. Lutas e mais lutas, numa época em que ainda não existiam PlayStations e afins para acalmar o furor sanguinário.

OK, era jovem! Trinta anos volvidos, aí anda ele a proclamar o seu amor pelos animais. Não exactamente gatinhos ("frouxo", mas não tanto!), mas cães, lobos, linces, golfinhos, touros, águias, focas e outros que tais. Activista em todas essas causas e a reclamar que a malta não se mexe do sofá! Ahn?!

Nem se percebe essa onda de 8 para 80, a não ser pelos fundos que estes movimentos em favor dos bichinhos - muito em voga - recebem de todos os seus apoiantes! Uma PeTA que angaria adeptos e seguidores, na caça ao "pato"...

15 comentários:

  1. na Etiópia as pessoas também se deslocam sempre na direcção em que sopra o vento e toda a gente tem pena delas, não as critica. Porquê esta discrepância?

    ResponderEliminar
  2. Na foto, por acaso, é um ganso! ;)

    ResponderEliminar
  3. MOYLITO: queres comparar os problemas da Etiópia e respectivo povo, com moinantes deste género?!

    Nem digo que seja soprar o vento, que 30 anos depois é tempo suficiente para mudar de ideias, atitude e tal, mas (qué que queres?!) desconfio de gente que gostou de matar animais e depois torna-se na maior defensora deles! :e

    ResponderEliminar
  4. O Nuno Alvares Pereira também matou muito e olha no que já se tornou!
    O homem pode estar arrependido, também acontece! (Ok, acredito pouco mas fica bem)

    Beijos :)

    ResponderEliminar
  5. Embora um pouco tardiamente ( não tenho estado em Portugal), venho agradecer a sua visita e comentário ao meu Rochedo.
    Gostei de conhecer estes quiproquos e prometo voltar para uma leitura mais atenta. Obrigado

    ResponderEliminar
  6. o pato-ganso... que sofreu porque ainda não havia outro tipo de jogos...
    yayayya
    a caça... um dia acompanhei um pescador... nada pescámos
    outro dia... um caçador... nada caçámos...

    yayyaya

    ResponderEliminar
  7. As pessoas podem mudar sim.....mas estou como tu de 8 a 80 cheira a esturro!!!!

    Eu sou defensora desde pequenita pois até os pássaros eu lhes abria a gaiola para eles fugirem....:)
    Também lavava os peixes numa bacia com sabão para eles não sujarem o aquário....:(

    Beijokitas

    ResponderEliminar
  8. ahhh essa não sabia, mais valia pores shampoo na bacia eles ficavam soft e perfumados, ó valha-te!...fizeste memso siso? mas que proteção, e os bichos sobreviviam? conta!. Jinho da laura

    ResponderEliminar
  9. Sempre haverão patinhos feios! Pelo menos que se active o bastante para corrigir alguns tirros certeiros que tenha dado em tempos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  10. Tété
    Às vezes a gente tem telhados de vidro. Acontece.
    Já cuspi para o ar e caíu-me em cima.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  11. O Nuno Álvares Pereira só queria saber se a técnica do quadrado resultava, porque de resto era um santo, PAX! Nem me consta que tivesse morto animais, só homens... :e
    Topas a diferença?!
    Beijocas! :D

    Bem-vindo, CARLOS BARBOSA DE OLIVEIRA!
    Bom, só comentei por conhecer o passado da personagem (e ter visto a imagem no blog da Ematejoca)! Que, aliás, conheci pessoalmente... muito antes da sua carreira política! ;)

    Ah, MIXTU, ele não sofria, gabava-se imenso das suas caçadas! Nunca fui à caça, nem a matanças de porco (já fui comer as febras e assim, que é outra conversa), nem a touradas. E da única vez que fui à pesca, com um pescador num bote, também me fizeram impressão os peixes estrangulados nas redes, a lutar pela sobrevivência. Claro que alguém tem de fazer isso, para comermos (a não ser que queiramos ser todos vegetarianos), mas a vocação não é nenhuma... :g
    Abrazo! yayaya

    ResponderEliminar
  12. Não cheira a esturro, PARISIENSE, cheira mesmo a queimado! (o fulano e mais uns outros andam a organizar um partido, vê lá!)
    Claro que se pode mudar de ideias, mas estas reviravoltas de 180º, pois... contas à vida, olha, vamos por ali que está a dar! (a mim é o que me parece...) :)
    Essas ternuras pelos bichinhos, em criança, às vezes não davam muito resultado, eheheh! :p
    Beijokitas!

    Oh, LAURINHA, achas que os bichinhos sobreviviam a respirar no sabão?! Ná... nem provavelmente os passarinhos libertados da gaiola... embora a intenção fosse boa! :))
    Jinhos, nina!

    ResponderEliminar
  13. Hummm... duvido, PAULOFSKI, mesmo que possa ter mudado de ideias (todos mudamos ao longo da vida, com perspectivas diferentes), esta cena parece-me mais de interesse monetário. Claro que posso estar errada... ;)
    Beijocas!

    Claro que sim, KIM! (rima e é verdade, eheheh!)
    Mas um gajo que ainda há cinco ou seis anos me enviava fotos dele na caça, pode mudar tanto?! (e não, não foi ex-namorado ou coisa, que esteja ressabiada com ele até hoje)
    Não acredito muito nas suas (verdadeiras?!) intenções, só isso... :D
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  14. "O Nuno Álvares Pereira só queria saber se a técnica do quadrado resultava"

    Às tantas só queria mesmo saber se era capaz de fazer uma figura geométrica de 4 lados iguais e nem teve culpa se os castelhanitos lá tropeçaram e... puff! Ainda por cima era dia de guerra e os castelhanitos acharam que tinha sido de propósito! Que injustiça!

    "Nem me consta que tivesse morto animais, só homens"

    Menos mal, então! ;)

    "Topas a diferença?!"

    Assim de repente...


    Beijos :)

    ResponderEliminar
  15. A culpa foi dos castelhanos, nitidamente, PAX! Quem é que os manda andar aos tropeções?! Um santo muito injustiçado, podes crer... :e

    O que são castelhanos, tugas ou outro povo qualquer, comparativamente aos coitadinhos dos animais?! Nada! Quando muito o pó de onde vieram e para onde hão-de ir... :]

    Algo me diz que vais catrapiscar a diferença, entretanto! :h

    Beijocas! :D

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)