sábado, 13 de fevereiro de 2016

QUEM?!?

Esta semana foi divulgado que, num inquérito nacional, José Rodrigues dos Santos foi considerado o melhor escritor de Portugal. Qual Eça, Camilo, Torga ou até o Nobel Saramago? Não, o "orelhas" que todos os dias nos entra casa adentro a dar notícias e no fim nos pisca o olho, como se fossem todas quentes e boas.

Lamento, mas nunca li nada do . Até me ofereceram 3 dos seus livros, que estão ali calmamente refastelados na estante, à espera de melhores dias e a acumularem pó. Nem se pode dizer que tenha desistido pelo número avantajado de páginas, mas na verdade sou sensível a algumas opiniões alheias, como a da Safira aqui, em 2009, ou mais recentemente de Malomil (com o sugestivo título "a sexualidade das onomatopeias"), que teve a paciência de ler a vasta obra para criticar abundante e minuciosamente. Paciência que eu não tenho. E estas não foram as únicas críticas pouco abonatórias...

Então se os portugueses leem tão pouco e alguns leitores não gramam a faceta de romancista de JRS, como é que ele pode ser dado como o melhor escritor nacional? Só vejo duas hipóteses: ou a notícia é falsa ou alguns cromos-pouco-dados-a-leituras meteram o bedelho nesse inquérito (quiçá para não parecerem demasiado broncos...), lançando o nome do jornalista-escritor para o ar, conhecido que é o seu sucesso de vendas. 

Enfim, são palavras de outros, já que nunca desbravei os ditos calhamaços. Mas assim de repente ocorrem-me nomes de escritores até atuais como José Luís Peixoto, Moita Flores, Mário Zambujal ou Afonso Cruz, que não hesito em ler, quando apanho à mão!

UM EXCELENTE FIM DE SEMANA PARA TODOS!
(também com boas leituras, para os que gostam de ler...)

50 comentários:

  1. Pois o título é excessivo para o estilo de livros e para os bons autores que temos mas se as pessoas não lêem é normal a escolha


    Blog LopesCa | Facebook 

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, LOPESCA, até alguns dos que gosto de ler não mereciam tal título. Pelo menos se comparados com o Eça ou o Torga... ;)

      Eliminar
    2. Imagina que era para livros de 2015 ou assim algo do género ;)

      Eliminar
    3. Pois, LOPESCA, até pode ser, que não vi os critérios da votação explicados em lado nenhum... ;)

      Eliminar
    4. Pode ser que ainda haja esperança ;)

      Eliminar
  2. Já li alguns livros dele. A certa altura poderia ter dito que tinha lido tudo o que tinha escrito. Agora não. Em termos de vendas, parece ter sucesso. Se se vendem é porque as pessoas leem, as que ainda gostam de ler.
    Por que será que os portugueses não gostam muito de ler livros? Será devido ao clima?! : )
    Bom fim de semana, Teté.
    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não tenho tanta certeza se as pessoas o leem, CATARINA. Há gente com estantes cheias de livros que nem uma página por ano lê... E como digo tenho 3 livros dele que me foram oferecidos e nunca foram lidos - quer dizer, o meu filho leu um deles e não desgostou. Mas ele tem poucos termos de comparação, já que lê pouco.

      Quanto às pessoas lerem pouco suponho que tem raízes mais fundas, creio que dos tempos do analfabetismo vigente antes do 25A. E mesmo depois disso poucas campanhas de fomento à leitura.

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
    2. Queria dizer, incentivo à leitura. ;)

      Eliminar
  3. Hoje e agora, nesta chuvosa manhã de um Sábado cinzentíssimo "dou" uma de preguiça e à laia de comentário limito-me a "fazer meu" o teu excelente texto.
    Até parece que me lês os pensamentos.
    Beijokas encharcadas em sorrisos. BfS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O quê, também desconfias que o JRS não merece o título de melhor escritor tuga, KOK? Que surpresa... :)))

      Beijocas ainda meio alagadas em sorrisos!

      Eliminar
  4. Teté, Ao ler o teu texto o que me ocorreu foi a eleição da Miss Mundo, é a mais linda? É....mas ficaram tantas tantas de fora...:))))
    Ofereceram-me um dos livros dele mas nunca lhe consegui "pegar" e acabei por emprestá-lo e não faço ideia se me foi devolvido. Resumindo: não tenho opinião sobre a sua obra apenas a mim não me tocou.
    Gostei do teu texto. beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, PAPOILA, os gostos são tão diferentes. E alguém tem de vencer, o que exclui os outros do mesmo título. Mas quer dizer, comparar JRS com outros grandes escritores portugueses parece-me coisa de gente saloia, para dizer o mínimo. Disse e repito que gosto de Mário Zambujal, mas é óbvio que ele não pode competir com o Eça ou com o Torga, nem nunca vai vencer o Nobel. Mas já era senhor para competir com JRS, numa 2ª liga da literatura ou coisa... :)

      Beijocas

      Eliminar
    2. Exacto, concordo em absoluto.
      Comparar o comparável :)))
      beijinhos

      Eliminar
  5. Só li dois:
    A Filha do Capitão - gostei bastante do enredo/romance, mas a parte histórica que é apanágio e recorrente nas obras do JRS, é muito cansativa e faz-nos perder a paciência. Mas é um bom livro.Li também A Mão do Diabo.

    Acho que tem uma escrita fácil o que faz dele, um sucesso de vendas, mesmo escrevendo obras extensas, atrai leitores diversos.

    Beijos e bom fim de semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MZ, se leste dois é porque gostaste mais ou menos. Mas nem estou a criticar que haja quem goste, só contesto que com tanto bom escritor, já falecidos e atuais, seja "eleito" o melhor escritor português. Mas porque critérios se guiaram? Não vi explícito em lado nenhum... Se for o das vendas, por exemplo, nem contesto. Mas vender muito não é sinónimo de qualidade literária, evidentemente!

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  6. Que ele vende, vende. Agora se é o melhor? Para mim não.
    Estes estudos/inquéritos, ou lá o que são, devem ter uns critérios estranhos. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas vender é critério para ser escolhido como o melhor escritor português, LUISA? Não me parece, nem cá, nem nos restantes países do mundo. E eu até gosto bastante de alguns escritores ditos "comerciais"... :)

      Eliminar
  7. "Pois, é bom que sejamos todos diferentes com gostos diferentes. Já viram o tédio que era se todos só gostassem de amarelo?"

    O meu deus da literatura portuguesa é o Eça, embora também goste de ler o Camilo, o Torga e o Saramago e o António Lobo Antunes (para mim o melhor escritor de Portugal ainda vivo).

    Nunca li nada do José Rodrigues dos Santos, nem do Moita Flores, nem do Afonso Cruz.
    Do José Luís Peixoto só li um livro de poemas, mas há quem diga que ele é o pior escritor de Portugal. Do Mário Zambujal li um livro divertido, mas não chega para um Nobel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, EMATEJOCA, eu sou muito esquisita em termos de gostos literários: tenho o Eça como um dos melhores escritores portugueses de sempre, o Torga também, já o Camilo acho muito simplista e os outros dois difíceis de ler. Quer dizer,também nunca li nenhum livro deles, nem sequer consigo entender a escrita de Saramago, ao fim de duas páginas estou a dormir. De Lobo Antunes gosto das crónicas. Pessoalmente gosto muito de JLP, essa do pior de Portugal deve ser a primeira vez que oiço. Mas vale tanto como este ser o melhor E claro que o Zambujal nunca vai ser um Nobel, ou sequer o melhor do país, mas é divertido q.b. ;)

      Eliminar
  8. Bem, não li JRS, por pensar que não vou gostar dado que na livraria li umas páginas e uns inícios de capítulo. Mas acredito que seja muito lido. Tenho amigas que esperam os seus livros e se atiram como cão a osso. E não amigas que os lêem encantadas, já vi muita gente no metro a lê-lo envolvido naquelas capas de pano que agora deve ser moda pôr nos livros.Tive um professor que afirmava peremptório que JRS escreve mas não é escritor.

    No entanto, para lermos um bom escritor, não precisamos exigir que seja nobel. E Portugal, em meu entender tem valores e vai a jogo. E até também temos um nobel. Que mais queremos?! José Rodrigues dos Santos, pois claro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo que li nas críticas acima, tendo a concordar como teu professor, BEA. Para ter a certeza, lá está,tinha de o ler e, como digo, não me apetece. Com tanta coisa boa para ler, parece-me perda de tempo! ;)

      Mas claro que haverá quem o leia e goste, não ponho isso em causa. Não há quem goste da Margarida Rebelo Pinto? Agora duvido é que um ou outro possa ser pensado como o melhor escritor português (de sempre?)!

      PS - Oops, tive de interromper as respostas aos comentários durante umas horas, devido a uma série de imprevistos. Sorry!

      Eliminar
  9. Experimenta ler primeiro um livro do rapaz e depois já poderás ter uma opinião mais abalizada sobre o assunto, Teté! :))
    Seja como for; o melhor? Duvido!!!

    Beijocas.

    PS- Ah, como eu gostaria de ter uma estante do tamanho da tua!!! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cara JANITA, quando vou ao cinema tento informar-me sobre o género de filme e, se tem ETs, lobisomens, vampiros, monstros e afins... escolho outro! Com os livros é mais ou menos a mesma coisa, se algumas pessoas me aconselham tento ler, se desaconselham, tenho em conta (dependendo das pessoas, obviamente).

      Não pretendi fazer nenhuma crítica abalizada, indiquei apenas algumas que li e me convenceram. Como és capaz de não as terlido nos links, deixo-te aqui uma passagem citada pelo Malomil:

      Parou de comer e fitou-a com uma expressão insinuante. “Sabe qual é a minha maior fantasia de cozinheira?”
      “Hã?”
      “Quando um dia for casada e tiver um filho, vou fazer uma sopa de peixe com o leite das minhas mamas.”
      Tomás quase se engasgou com a sopa.
      “Como?”
      “Quero fazer uma sopa de peixe com o leite das minhas mamas”, repetiu ela, como se dissesse a coisa mais natural do mundo. Colocou a mão no seio esquerdo e espremeu-o de modo tal que o mamilo espreitou pela borda do decote. “Gostava de provar?”
      Tomás sentiu uma erecção gigantesca a formar-se-lhe nas calças. Incapaz de proferir uma palavra e com a garganta subitamente seca, fez que sim com a cabeça.

      Achei-a tão absurda, que fui confirmar no livro que lá estava. E está, na página 161 da 9ª edição. Por curiosidade,e para quem faz tanta questão de mostrar que fez pesquisa para os seus livros, as sopas de peixe tugas que conheço não levam leite. Mas pronto,pode acontecer que levem nas receitas nórdicas, já que a moça era sueca ou coisa.

      Quanto à estante, foi a melhor obra que fiz em casa, que tinha livros espalhados por todo o lado ao monte. E uma parede vazia. Agora estão (quase) todos lá arrumadinhos nas 54 prateleiras que mandei fazer.

      Beijocas

      Eliminar
  10. ~~~
    Parece anedota, Teresa!!!

    Histórias para espantar, num linguarejar simplório...

    Acredito os seus assíduos leitores - que o elegeram

    - sejam maltinha apreciadora da colorida ''Fanta''... Palermas!!

    ~~~ Beijocas amigas. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Peço desculpa pelo lapso...~
      Deveria constar, 'Acredito que ...'

      Eliminar
    2. Também acho que parece anedota, MAJO. Nem contesto que haja gente que goste, que há leituras para todos os gostos. Felizmente! Agora tenham lá a santa paciência, não dá para confundir literatura com livros comerciais. E nada contra estes, obviamente, dos quais até sou grande consumidora... :)

      Os lapsos entendem-se perfeitamente, don't worry!

      Eliminar
  11. Fartei-me de rir quando li os resultados desse inquérito, Teté. Só li um livro do JRS ( Codex 625) e prometi que nunca mais voltaria a perder tempo com livros dele.
    Quanto aos que cita,o meu preferido é o José Luís Peixoto, mas Mário de Carvalho, Teresa Veiga, Baptista Bastos ou Alexandra Lucas Coelho estão no rol dos meus favoritos da actualidade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois,por já ter lido várias opiniões similares à sua é que preferi não perder tempo, CARLOS! Gosto muito de JLP,de Mário de Carvalho li um recentemente e também gostei, dos restantes não li nenhum livro,só as crónicas do BB. Infelizmente não dá tempo para ler tudo...:)

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  12. Beijinhos e bom dia de S. Valentim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que também tenha namorado bastante, CARLOS! :)))

      Eliminar
  13. Não se encontra entre os meus livros nenhum do JRS, mas terei de oler para me pronunciar sobre. Aliás é assim que se deve ser em tudo. Primeiro há que, neste caso, ler para tecer opinião. Uma coisa me espanta é a sua prolífera obra e normalmente, são livros com grade número de páginas !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meu caro RICARDO, não tenho nem nunca tive pretensões a crítica literária ou cinematográfica, portanto leio e vejo o que me apetece. Não me parece que tenha de ler a obra - e dou exemplos suficientes de críticas alheias - para duvidar desse título de melhor escritor português. Mas sobre isso já respondi mais detalhadamente à Janita.

      Aliás, a quantidade de personagens televisivas que aproveitam a sua fama para publicarem livros, dá logo a sensação de um certo oportunismo. Não digo que seja o caso deste ou de outros, mas de alguns certamente será. :P

      Eliminar
  14. Ainda não li nada dele por isso não faço ideia de como escreve (embora também tenha lido críticas negativas). Se me fossem perguntar a mim, iria indicar escritores de que tivesse lido um ou mais livros e de que tivesse gostado pelo que mais facilmente indicaria o Eça de Queirós, o Almeida Garrett, a Filomena Marona Beja e o Walter Hugo-Mãe.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como tu, REDONDA, gosto do Eça, de alguns livros do Garrett, da mulher nunca ouvi falar, e não consegui ler o único livro que tenho de Valter Hugo Mãe - acontece-me o mesmo do que com o Saramago, fico com sono ao fim de duas páginas... Mas lá está, não se pode é confundir escritores de grande gabarito, com outros da 2ªliga ou até inferiores... ;)

      Eliminar
  15. E fazes muito bem, Teté! É que esse Rodriguinho dos Cantos com o seu piscar-de-olho irritante, saloio e nojento, não se pode. Povo de saloios iletrados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também são modismos, acredito que em alguns círculos até fique bem dizer que se leu um livro do fulano... :)

      Eliminar
  16. Quem é que votou?
    A família e os amigos do Rodrigues dos Santos???
    Beijocas, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois,essa devia estar entre os votantes, PEDRO, mas não se sabe ao certo quais foram os critérios... ;)

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  17. Li dessa criatura três livros e o único que , enfim, tem alguma qualidade é "A Ilha das Trevas ", cujo tema é Timor.

    Santos é, pura e simplesmente, um jornalista de sarjeta e u escritor de fancaria,

    Beijufas e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá por mim não me importo de ler alguns escritores que tu denominas de fancaria, agora não digam é que eles são os melhores escritores de Portugal, Espanha, Reino Unido ou qualquer outro país. Há que não confundir literatura com outros livros que, embora nos possam dar prazer ler, estão mais apostados em boas vendas... ;)

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  18. Ainda não li nada dele, daí que não possa dizer nada, mas compará-lo com os autores de quem falas, acho um exagero. Já do antipático Miguel Sousa Tavares, gosto muito, penso que os li todos.

    Beijinhos Teté

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também antipatizo com o estilo trauliteiro de MST, MANU, mas dele só li "Rio das flores". Porque não calhou ler mais, que pessoalmente considero que ele escreve muito bem - livros como crónicas e artigos. A antipatia ou simpatia que nutro pelos escritores não se reflete na forma como aprecio a sua escrita...:)

      Beijocas

      Eliminar

  19. Não batam mais no Zézinho!!
    :P

    Ainda bem que nunca li nada dele... assim não posso pronunciar-me nem tomar uma posição!
    E ainda bem... porque depois de tanto veneno e insultos que li aqui, iria ficar mal disposta.
    Eu simpatizo com o JRS... e se ainda não li nada dele foi por manifesta falta de tempo.

    Beijinhos com açúcar
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, AFRODITE,não tinha a menor intenção de insultar o homem, que duvidar que seja o melhor escritor português não me parece que seja insultuoso: há escritores para todos os gostos, alguns até leio com prazer, só não me parece que seja o caso com JRS, dadas as críticas que refiro, entre outras.

      Mas olha, se algum dia leres algum livro dele estás à vontade para me dizer se achaste que era o melhor escritor português que já leste, OK?!? :)))

      Beijinhos doces!

      Eliminar
  20. Epá! Já li alguns livros do autor, mas daí a considerá-lo o melhor de Portugal ainda vai muito!! Nem queria acreditar no que estava a ler quando aqui entrei no teu cantinho, Teté. Realmente dá que pensar e questionar.
    Até como jornalista ele já foi melhor...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo inteiramente contigo, TONS DE AZUL: ele tinha uma postura tipo BBC, hoje parece mais tendencioso na forma como às vezes dá as notícias. Mas enfim, não era essa a faceta que estava a referir... ;)

      Beijocas

      Eliminar
  21. Não será novidade se eu disser que não sou grande leitor de “ficção” ! Sou mais leitor de actualidade ou técnica !
    Por isso não me posso pronunciar sobre as qualidades de romancista de JRS, se é o melhor ou não, porque também não estarei à altura para avaliar a “concorrência !

    ...Mas devo confessar que me choca, desde Março de 2014, quando ele entrevistou José Sócrates, a animosidade e desprezo com que foi tratado dai em diante, sendo inegável que como profissional é simplesmente excepcional e com “Bases” como muito poucos !

    O caso foi ESTE , se se lembram ! O tempo se irá encarregar de mostrar a todos as suas razões !

    Já mais recentemente, após as eleições um tal episódio que ficou conhecido pela "GAFFE"

    Caíu-lhe o mundo em cima !!! … o que certamente não aconteceria sem o que se tivesse passado no episódio anterior !

    Eu tenho pena que “as pessoas” se deixem levar fundamentalmente por ideologias , em lugar de pararem um pouco para pensar e avaliar com mais isenção os factos e as situações derivadas das profissões !
    Habitualmente, alguém “dá o berro”, outros vão logo atrás e seguidamente já há uma multidão seguidora de uma “pura intenção” de denegrir , juntar-se ao coro e “dizer mal” !!!

    ...E toda esta discussão (no post) não é mais que o resultado desses factos, sem que se tenha verdadeiramente em conta o seu valor (o melhor ou não) como escritor !!!

    (Desculpa fugir um bocadinho ao assunto, Té !)

    As Beijocas de sempre ! :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom, RUI, fugiste ao assunto, como dizes, de modo que também vou derivar. Aqui não interessava nada a sua faceta de jornalista ou entrevistador, já nem me lembro dessa entrevista a Sócrates -caso não saibas, não sou filiada nem apoiante de nenhum partido, muito menos do Sócrates (e ainda menos de Coelho, mas essa é outra conversa). Quanto à história da gaffe, é completamente estapafúrdia - os jornais e as redes sociais às vezes têm de se entreter com picuinhices, para encher chouriços, este parece-me um caso típico.

      Onde discordo de ti é que estou em crer que já foi melhor jornalista do que é hoje: por vezes denota na voz as suas opiniões, quando devia ser isento. Quando noutros tempos tinha um estilo tipo BBC, como o Pessa. E não estou a falar de entrevistas, obviamente.

      Agora é óbvio que como figura pública tem quem goste e quem não goste dele. Pessoalmente, nem uma coisa nem outra, é-me um bocado indiferente. Já não me é indiferente que um escritor que creio ser de 2ª (ou 3ª?) linha seja intitulado como o melhor do País. Porque aparece na TV todos os dias? Tenham dó...

      Beijocas!:)

      Eliminar
  22. Não gosto da escrita de JRS é dele ainda menos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E estás no teu direito, MMM'S! :)

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)