segunda-feira, 14 de julho de 2014

"AI DO BICHO...

... que passa pela goela de outro bicho", costumava dizer um amigo meu. E suponho que ainda costuma, embora já não o veja há imensos anos. É o que dá as pessoas não gostarem de falar ao telefone. Ele não gosta e faz até um certo secretismo sobre o seu número, de modo que ninguém lhe telefona e, como também foi viver para Cascais, o contato tornou-se praticamente inexistente. Enfim, coisas da vida! Mas lembro-me muito desta frase dele e de como é certeira.

Ainda mais em Portugal, quando qualquer festejo é habitualmente feito em redor de uma mesa. Como foi o caso de ontem, dia em que se festejou a licenciatura do meu filho e o 12º ano de uma sobrinha. A família quase toda, imaginem, a dar-lhe na sardinha assada. Que por sinal estavam uma delícia...

Sou uma mãe (e tia) babada? Não, não creio, mas claro que fico muito feliz quando ele e elas conseguem alcançar os seus objetivos!

Imagem da net.

22 comentários:

  1. E quem não fica feliz com acontecimentos destes?! :)
    Já este ano as comi bem boas!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, claro que toda a gente, ROSA! :)

      Já as comi boas e más este ano. Estas foram das boas...

      Abraço

      Eliminar
  2. Parabéns pela licenciatura do teu filho! É de se ficar orgulhosa, pois claro!

    Quanto à sardinhada... fez-me recordar que ainda este ano não saboreei esses bichos. Em Portugal já mas teriam assado uma série de vezes!!!

    As minhas longas conversas ao telefone com as amigas tb se transformaram em text messages nos últimos anos. Parece que não há paciência para falar embora seja um meio muito mais rápido de comunicar.

    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Orgulhosa, sim, CATARINA! Mas não é caso para baba... :)

      Eu acho é que as pessoas comunicam cada vez menos... por várias razões, infelizmente!

      Beijocas

      Eliminar
  3. Parabéns, Teté! Esses dias são sempre memoráveis, as sardinhas da foto estão com tão bom aspecto..ainda não comi nem vi nenhuma este ano! Se pensar bem ainda não fiz nada do que costumo fazer no Verão: nem sardinhas nem noitadas nem jantaradas :)))) tenho que fazer um upgrade! beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O verão apareceu meio tardio e instável, PAPOILA, mas olha que é melhor começares a aproveitá-lo, que às vezes ele passa depressa demais! :)

      Beijocas

      Eliminar
  4. Já não bastava, às vezes, a Catarina, agora também me fizeste ficar com fome !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes acontece, RICARDO... :)

      Eliminar
  5. ~ ~ Como eu estou contente de saber que estás felicíssima!

    ~ ~ É uma enorme alegria uma sensação de grande alívio.

    ~ ~ Também aprecio o convívio de uma boa sardinhada.

    ~ ~ ~ ~ Um grande abraço de congratulações. ~ ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não fica feliz num momento destes, MAJO?!?

      As sardinhadas geralmente vêm associadas aos convívios de verão. Até porque é coisa que nunca faço em casa, devido ao cheiro que fica no apartamento durante os vários dias seguintes. Se tivesse um jardim faria com frequência, até porque são saborosas e (relativamente) baratas... :)

      Obrigada e abração!

      Eliminar
  6. Com sardinhas, ou sem elas, os meus parabéns aos homenageados.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Festejar é preciso, PEDRO, desta vez calhou ser com a sardinhada... :)

      Beijocas

      Eliminar
  7. Vou almoçar sardinhas e, portanto, quase faço parte da festa : parabéns ao teu filho e à tua sobrinha, desejando-lhes um futuro tal como o sonham.

    Para ti, ma belle, um abraço grande :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E era isso mesmo que gostaria de poder proporcionar-lhes, SÃO: a realização de todos os seus sonhos! :)

      Uma abração para ti também!

      Eliminar
  8. Parabéns ao filhote recém-licenciado e à sobrinha que, brevemente, ingressará numa Faculdade, creio!

    Quanto ao dito do amigo, essas sardinhitas são bichas que passam sempre de bom grado pela minha goela.


    Então, ver jovens, a quem se ama e aos quais se deseja o melhor, alcançarem os objectivos ambicionados não é coisa para deixar uma mãe e tia babada? Baba-te à vontade, que tens bons motivos para tal.

    Que tenham um futuro promissor e feliz.

    Beijocas e abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelos vistos passam com agrado na goela de todos, JANITA! E sim, é bom poder vê-los a conseguirem realizar os seus objectivos! :)

      Obrigada e uma grande beijoca!

      Eliminar
  9. Olá, querida Teté
    Parabéns pro filho amado e pela sobrinha!!!
    Também gostamos de ficar ao redor da mesa por aqui... é sinal de partilha...
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, ROSELIA!

      Normalmente é sinal de partilha, mas também de convívio e de alegria! E quem não gosta? :)

      Beijinho!

      Eliminar
  10. Olá Teté ! :))
    Três notas :
    Os meus Parabéns (embora com atraso) a ti e ao teu filho ! É sempre um motivo de júbilo e de orgulho !
    Julguei que era único na questão da "aversão" ao telefone, mas afinal há outros ! :))
    As sardinhas estão como eu gosto, com a aparência de que a pele sai facilmente (como-as sempre sem pele) !

    Beijocas !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, RUI!

      Não, não és o único com "aversão" ao telefone, mas há quem exagere um bocado! ;)

      Também tiro a pele às sardinhas, mas gosto de as comer em cima do pão, para aproveitar o suco da dita!

      Beijocas

      Eliminar
  11. Estes são os bons momentos da vida. Parabéns ao filho e à sobrinha, prontos para se lançarem em nova etapa.

    Quanto a sardinhas, estou em vantagem. Tenho comido uma ou duas vezes por semana, já que é prato forte da época, tenho quem se ocupe de as assar (o pai) em grelha de exterior e a casa, sendo de campo, permite bom arejamento. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, LUISA! A vida é assim recheada de bons e maus momentos, a que se seguem novas etapas.

      Também é nestas alturas que tenho pena de não ter um quintalinho, porque aí assava-as com frequência - num apartamento é impossível por causa do cheiro, que parece entranhar-se em tudo, durante dias a fio... :P

      Eliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)