segunda-feira, 25 de novembro de 2013

THOSE WERE THE DAYS

Pode parecer que ando a copiar os títulos do Carlos, mas sempre que leio este, que ele inclui numa série de posts, lembro-me de um dos primeiros singles que tive na minha modesta coleção, e que tinha a extraordinária capa acima. Mary Hopkin já era uma grande modernaça, que usava mini-saia e tudo... 

Quanto à música dos anos 60, continuo a gostar: há sonhos que nunca morrem, apesar das muitas voltas que a vida dá!


Imagem da net.

25 comentários:

  1. Those were the days, my friend...
    Saudosista mas muito bonita.
    Boa semana!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, PEDRO! :)

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  2. Minha linda, os anos sessenta marcaram um a mudança importantíssima em tudo!

    Agora, é tudo tão igual ...

    Excelente semana e beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também concordo, SÃO! Embora a minha geração tenha sido marcada pelos anos 60, foram os anos 70/80 que mais nos marcaram, simplesmente por serem as idades de todos os sonhos e idealismos, como na canção. E aí o 25 de abril também teve o seu papel importante, pois permitia sonhos até então impossíveis... :)

      Beijocas e bons sonhos!

      Eliminar
  3. Outros tempos aqueles, até a mini-saia era símbolo da moda nesses anos. A música marcou uma geração, era do top na altura (nem sei se havia top nesses tempos...) e a "piquena" uma tentação :P

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, imagino que a piquena faria girar umas quantas cabeças... e não só pela mini-saia, JP! :)

      Se havia tops ou não, não te sei dizer... :D

      Beijocas!

      Eliminar
  4. Por acaso, foi nesta canção que me inspirei para o título da minha série, Teté. Não era uma das minhas canções preferidas à época, mas agora descubro-lhe um novo encanto.
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percebo-o perfeitamente: uma canção tantos anos guardada lá num recanto da memória e de repente descobrimos mesmo um novo encanto nela... :)))

      Beijocas e boa semana!

      Eliminar
  5. ... entretanto hoje está a ser homenageado Eanes

    cúmplice do descalabro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não considero Eanes cúmplice do descalabro, mas o melhor Presidente da República portuguesa de sempre. Que fique claro, PUMA!

      Eliminar
  6. Também me lembro sempre. E aqueles é que eram os tempo... em que andava na Faculdade e por lá se cantarolava essa cançãozinha então em voga. restam algumas saudades, mas enfim!

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então já somos duas a relembrar a Mary, GRAÇA! Embora eu ainda tivesse muita pestana para queimar, antes de chegar à universidade... :)

      Beijocas!

      Eliminar
  7. Uma música que oiço muitas vezes na StarFM e que por acaso gosto :)

    Os tempos mudaram mesmo, ela usa o mesmo vestido no vídeo e na capa do disco, se fosse hoje usava uma roupa em cada um e o mais certo era nem usar quase roupa nenhuma...

    Beijinho cantado e assobiado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheheh, MARIA, achas que só duas fatiotas? No videoclip havia de ter umas 20 ou mais, algumas delas tal como dizes com escassez de pano... :)))

      Não sabia que dava com frequência em nenhuma rádio. Lá tá, oiço pouco! :D

      Beijocas e o assobio desta vez vai para a Mary, como se usava naqueles tempos em jeito de piropo! (e não gosto nem nunca gostei de piropos de desconhecidos, mas um assobiozito até se perdoava) ;)

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Também concordo, TÉTISQ! :)

      Eliminar
  9. Xiiii...as coisas que nos fazes lembrar, Teté!

    " Those were the days" e Mary Hopkin, fiquei a conhecer a partir do Festival da Eurovisão em que a cantora representou o Reino Unido.
    Na altura não perdia um Festival, até que me desinteressei, Não me recordo em que ano isso aconteceu, mas fizeram-se versões em português e tudo...
    Engraçado que ao ouvi-la agora até a achei mais melodiosa. Naquele tempo não me fascinou por aí além. Se calhar agora gostei mais, porque me trouxe bocados da juventude perdida...:))
    Soube-me bem ouvir!

    Beijocas grandes e venham mais!:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes é assim, certa canção nem nos diz muito, mas uns tempos depois já a ouvimos de outro modo... E sim, nisto tudo há sempre uma certa melancolia e saudosismo dos nossos tempos de juventude, o que acho uma característica muito humana - afinal não foi o tempo em que sonhámos com uma vida e um mundo perfeito, JANITA?

      Grande beijoca!

      Eliminar
  10. Nas estações de rádio que oiço, não passam nenhumas dessas canções. Recordo-me desta que não me faz sentir saudades de época nenhuma. Nem sei porquê! Quanto a mini saias, tive algumas, até muito curtinhas que nunca tiveram a total aprovação da minha mãe. Acabou por se habituar.: ) Afinal, não tinha qualquer outro significado que andar na moda. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh, CATARINA, a mini-saias usei em menina, em moça quase sempre preferi saias compridas, então chamadas de midi ou maxi. Isto de ser friorenta tem destas coisas, mini-saias praticamente só no verão e para a praia... :)

      Também há muito que não me lembro de ouvir esta canção na radio, mas eu oiço pouca. ;)

      Eliminar
  11. Já o tenho dito, gosto de recordar música de outros tempos. Por vezes perco-me no youtube a saltitar de cantiga em cantiga. Já não me recordava desta, mas foi bom voltar a ouvir. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu, LUISA: lembro-me de uma canção de repente e lá vou para o Youtube ver se a encontro... :)))

      Eliminar
  12. Oi, Teté!
    A música é muito bonita e a voz da cantora bastante melancólica em sintonia com a saudade de um tempo que não volta mais.
    Tens razão de ainda gostar da música. O que é bom não perde a qualidade com o tempo.
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo, LUMA: o que é bom não perde qualidade com o tempo! Por vezes, até ganha... :)

      Boa semana e beijocas!

      Eliminar
  13. Huuum essa canção não conhecia deste modo,a não ser de ouvir um apresentador de tv --o Silvio Santos---cantar o 'lalalá' como vinheta em um dos seus programas e até aqui pensava eu que era de autoria dele.Vê?seu blogue me faz conhecer coisas que eu nem imaginava!
    :-)

    ResponderEliminar

Sorri! Estás a ser filmad@ e lid@ atentamente... :)